Info

Tripulantes de cabine da Ryanair marcam greve para 29 de março, 01 e 04 de abril

Tripulantes de cabine da Ryanair marcam greve para 29 de março, 01 e 04 de abril
| Economia
Porto Canal com Lusa

Os tripulantes de cabine da Ryanair anunciaram hoje que vão estar em greve nos dias 29 de março, 01 e 04 de abril, exigindo o cumprimento da legislação laboral.

"Considerando que é de toda a legitimidade os tripulantes de cabine ao serviço da Ryanair exigirem o cumprimento da Constituição da República e [tendo em conta] que a Ryanair não cumpre a legislação laboral [e] que as condições de trabalho se têm deteriorado nos últimos anos [...], este sindicato vem apresentar um pré-aviso de greve a realizar no dia 29 de março e nos dias 01 e 04 de abril", lê-se no aviso do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC), publicado hoje na imprensa.

O SNPVAC indica que a greve é decretada para todos os voos, cujas horas de apresentação ocorram entre as 00:00 e as 23:59 dos dias em questão, bem como para os demais serviços, como "assistência ou qualquer tarefa no solo".

De acordo com o sindicato, os tripulantes de cabine da companhia irlandesa têm sofrido "'bullying', processos disciplinares abusivos, condicionamento psicológico, ameaças de transferência de base", em caso de não cumprimento dos objetivos de vendas estipulados, e "o total desrespeito" pelas leis da parentalidade, tornando a situação laboral na empresa "insustentável".

Em 15 de fevereiro, após uma assembleia-geral de emergência, os tripulantes de cabine da Ryanair acordaram o agendamento de três dias de greve em março e abril, não tendo apontado, na altura, a data concreta para a sua realização.

Segundo a moção aprovada na altura, a que a Lusa teve acesso, os tripulantes criticavam ainda a transportadora por não pagar um salário mensal mínimo, garantido em Portugal, aos trabalhadores contratados por duas agências e por só se garantir a retribuição mínima se houver uma redução salarial.

À empresa foi também apontada a existência de "contratos precários há mais de 10 anos", a recusa em tratar os tripulantes com o "mínimo de respeito e dignidade humana, exigível a qualquer empresa a laborar em Portugal", e o adiamento do diálogo com os sindicatos dos tripulantes.

+ notícias: Economia

Pensões aumentam entre 0,78% e 1,5% em janeiro com base na inflação

As pensões vão aumentar entre 0,78% e 1,5% em janeiro de 2019, segundo cálculos feitos com base nos valores da inflação de novembro publicados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) e confirmados pelo Ministério do Trabalho.

Greve dos estivadores eventuais de Setúbal adia exportações de porcos para a China

A exportação de suínos portugueses para a China, cujo início estava previsto para dezembro, só deve iniciar-se em janeiro devido ao "tráfego de contentores" provocado pela greve dos estivadores eventuais de Setúbal, disse o diretor da federação de suinicultores.

Trabalhadores dos supermercados em greve na véspera de Natal

O Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal (CESP) lançou um pré-aviso de greve dos funcionários dos supermercados para o dia 24 de dezembro, véspera de Natal.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS