Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Centro Português de Fotografia bate recorde de afluência em 2013 com 63.772 visitas

Centro Português de Fotografia bate recorde de afluência em 2013 com 63.772 visitas
| Norte
Porto Canal

O Centro Português de Fotografia registou em 2013 um recorde de vistas, 63.772, mais 9.378 que as de 2012, e mais 52.797 face às de 2000, ano desde o qual há registos, adiantou hoje esta unidade.

"No que ao número de visitantes diz respeito, 2013 foi o ano de maior afluência desde que há registo [desde 2000], tendo o edifício da ex-Cadeia e Tribunal da Relação do Porto contabilizado um total de 63.772 visitantes", lê-se num comunicado do Centro Português de Fotografia (CPF).

Além de 2013, registou-se maior afluência ao CPF no ano 2010 com 54.492 visitantes, número que decaiu em 2011 para 48.483. Em 2012 a afluência às mostras e exposições deste centro, de características nacionais, localizado no Porto, foi de 54.394 pessoas.

Os valores mais baixos remontam aos anos de 2000, com 10.975, e 2001, com o pior registo de sempre: 6.585 pessoas.

O CPF é uma unidade orgânica da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas.

A portaria n.º 192/2012, de 19 de junho, que rege este tipo de unidades culturais, atribui-lhe funções na "promoção e valorização do património fotográfico". A missão inclui o tratamento arquivístico de espécies, coleções e espólios fotográficos, a gestão da Coleção Nacional de Fotografia e a promoção do conhecimento e fruição desse mesmo património.

+ notícias: Norte

Lagarta do Pinheiro leva 40 crianças de Felgueiras a receberem tratamento dos bombeiros

40 crianças de uma escola de Felgueiras tiveram de receber tratamento dos bombeiros. Em causa, sintomas provocados pela presença da lagarta do pinheiro que é comum nesta época do ano, mas que chegou a alarmar os encarregados de educação.

Vila Real, Bragança e Braga sob aviso amarelo devido ao tempo frio

LisboOs distritos de Vila Real, Bragança e Braga estão sob aviso amarelo devido à previsão de tempo frio, segundo informou hoje o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Empresa Vila Nova de Famalicão cria têxteis semelhante ao dos super-heróis

Uma empresa têxtil de Vila Nova de Famalicão aposta na produção diferenciadora de fios. Actualmente emprega 120 pessoas e tem uma capacidade produtiva de 160 toneladas de fio por mês. E os resultados da estratégia de inovação estão à vista, até porque há fios que, por exemplo, transformam a luz solar em energia térmica.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.