Info

Centro Português de Fotografia bate recorde de afluência em 2013 com 63.772 visitas

Centro Português de Fotografia bate recorde de afluência em 2013 com 63.772 visitas
| Norte
Porto Canal

O Centro Português de Fotografia registou em 2013 um recorde de vistas, 63.772, mais 9.378 que as de 2012, e mais 52.797 face às de 2000, ano desde o qual há registos, adiantou hoje esta unidade.

"No que ao número de visitantes diz respeito, 2013 foi o ano de maior afluência desde que há registo [desde 2000], tendo o edifício da ex-Cadeia e Tribunal da Relação do Porto contabilizado um total de 63.772 visitantes", lê-se num comunicado do Centro Português de Fotografia (CPF).

Além de 2013, registou-se maior afluência ao CPF no ano 2010 com 54.492 visitantes, número que decaiu em 2011 para 48.483. Em 2012 a afluência às mostras e exposições deste centro, de características nacionais, localizado no Porto, foi de 54.394 pessoas.

Os valores mais baixos remontam aos anos de 2000, com 10.975, e 2001, com o pior registo de sempre: 6.585 pessoas.

O CPF é uma unidade orgânica da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas.

A portaria n.º 192/2012, de 19 de junho, que rege este tipo de unidades culturais, atribui-lhe funções na "promoção e valorização do património fotográfico". A missão inclui o tratamento arquivístico de espécies, coleções e espólios fotográficos, a gestão da Coleção Nacional de Fotografia e a promoção do conhecimento e fruição desse mesmo património.

+ notícias: Norte

Imposto das Finanças deixa paróquia de Paço de Sousa, em Penafiel, com penhora de 1300 euros

As Finanças estão a cobrar a instituições ligadas à igreja a chamada taxa mortágua aplicada aos contribuintes com maior riqueza. É o caso da Igreja Paroquial de Paço de Sousa em Penafiel. O Fisco penhorou mais de 1300 euros em dívida por uma avaliação que é considerada ilegal pela instituição.

Incêndio em vacaria da Póvoa de Varzim matou 500 vacas

Um incêndio numa vacaria na Póvoa de Varzim, no distrito do Porto, provocou esta terça-feira a morte de 500 animais, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro do Porto (CDOS).

35 pessoas e 21 empresas começaram a ser julgadas por lesarem o Fisco em mais de 70 milhões de euros

Esta segunda-feira 35 pessoas e 21 empresas começaram a ser julgadas por lesarem o Fisco em mais de 70 milhões de euros com um esquema de compra e venda de ouro. Na próxima audiência que está marcada para o dia 19 de novembro vão ser ouvidos cinco arguidos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.