Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Deputados autarcas podem continuar a justificar faltas com trabalho político

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 14 fev (Lusa) -- Os deputados autarcas vão continuar a poder justificar as suas faltas no parlamento com trabalho político e partidário efetuado nas câmaras e assembleias municipais, de acordo com um parecer da subcomissão de Ética hoje aprovado.

O parecer da subcomissão foi aprovado na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias por todas as bancadas, com a abstenção do PS que tem dúvidas sobre esta interpretação.

A dúvida sobre se os deputados que são autarcas podem justificar as faltas no parlamento com o trabalho político para assistir a reuniões nas autarquias tinha sido levantada pelo deputado do PS Jorge Lacão na sua qualidade da vice-presidente da Assembleia da República com a competência (rotativa) de justificação de faltas.

A Comissão de Assuntos Constitucionais pediu um parecer sobre o assunto à subcomissão da Ética, que concluiu ser possível justificar as faltas na Assembleia da República com trabalho político e partidário se se tratar de participar em reuniões em câmaras ou assembleias municipais.

Jorge Lacão reconheceu estar numa posição minoritária, mas argumentou as suas dúvidas com o facto de um deputado estar a justificar uma falta num órgão para que foi eleito, o parlamento, com o trabalhou noutro órgão, autárquico, que tem "um mandato diferente" e foi escolhido "numa eleição diferente".

"São mandatos distintos. Se [a justificação] não é aceite nas autarquias, simetricamente também deveria ser proibido na Assembleia", afirmou Jorge Lacão.

Luís Marques Guedes, deputado do PSD e presidente da subcomissão da Ética, afirmou que o Estatuto dos Deputados "dissocia o trabalho parlamentar do trabalho político ou partidário" e que é suficientemente amplo para justificar a falta do deputado autarca.

NS // ZO

Lusa/fim

+ notícias: Política

Presidente da Liga dos Bombeiros admite cortar relações com o Governo se não houver mais investimento nas corporações

Jaime Marta Soares, Presidente da Liga dos Bombeiros, admite cortar relações com o Governo se não houver mais investimento nas corporações. Duras críticas ao executivo no mesmo dia em que Eduardo Cabrita anunciou que até ao final do ano todos os concelhos considerados de alto risco vão ter equipas de Bombeiros de intervenção permanente.

Capucho regressa ao partido e saúda "matriz social-democrata" de Rui Rio

Lisboa, 19 fev (Lusa) -- O ex-vice-presidente do PSD António Capucho vai regressar ao partido, cinco anos depois de ter a sua militância suspensa, e saudou hoje o "regresso à matriz social-democrata" da liderança de Rui Rio.

Rui Rio aponta fortalecimento da classe média como prioridade

O novo presidente do PSD, Rui Rio, apontou este domingo o fortalecimento da classe média como "o principal foco de ação" de um partido social-democrata, a par do combate à pobreza.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.