Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Ministro da diplomacia holandesa demite-se devido a mentira sobre reunião com Putin

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Haia, 13 fev (Lusa) - O ministro dos Negócios Estrangeiros holandês, Halbe Zijlstra, demitiu-se hoje na sequência de ter mentido sobre a sua presença durante uma reunião com o Presidente russo, Vladimir Putin.

"Não tenho hoje outra opção a não ser de submeter a minha demissão a sua majestade, o Rei", afirmou o governante no parlamento, visivelmente emocionado, pondo assim um ponto final na controvérsia que envolvia o seu nome.

O ministro, que ocupava o cargo desde outubro passado, tinha enfrentado hoje um debate difícil no parlamento, após ter admitido que mentiu sobre a sua presença numa reunião organizada pelo Presidente russo, na sua casa de campo, há mais de uma década.

Já era esperado que Halbe Zijlstra, membro do partido VVD (centro-direita), do primeiro-ministro Mark Rutte, enfrentasse questões difíceis e pedidos da sua demissão no parlamento.

No passado, o ministro da pasta diplomática afirmara que tinha participado numa reunião em 2006, quando Putin disse que considerava a Bielorrúsia, a Ucrânia e os Estados do Báltico como parte da "Grande Rússia".

No entanto, Zijlstra nunca esteve naquele encontro, mas falou com um ex-dirigente da petrolífera Shell que participou no encontro em casa de Putin e que afirma nunca ter dito o que o ministro repetiu nos últimos anos sobre a ideia expansionista de Putin.

Esta fonte escreveu hoje uma carta à imprensa holandesa em que assegurou que Zijlstra fez uma má interpretação da conversa, porque Putin "falava em termos históricos" e não "num tom de ameaça" contra a Europa.

ALU // ROC

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Pelo menos cinco mortos na Índia devido ao vírus Nipah, 94 pessoas em quarentena

Pelo menos cinco pessoas morreram no sul da Índia devido ao vírus Nipah e perto de uma centena encontra-se atualmente em quarentena, declarou hoje um responsável local.

Sismo de magnitude 5,9 registado no México

Um sismo de magnitude 5,6 foi registado, no domingo, com epicentro no sul do estado de Guerrero, desencadeando um alerta na Cidade do México, sem registo de vítimas ou danos materiais, anunciaram as autoridades.

Nicolas Maduro vence presidenciais da Venezuela

O chefe de Estado venezuelano, Nicolas Maduro, foi declarado vencedor das eleições presidenciais de domingo pela autoridade eleitoral, com perto de 70% dos votos, depois de contados quase todos os boletins.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.