Jornal Diário Jornal das 13

Sete mortos e 13 feridos graves na 'Operação Carnaval 2018' da GNR

Sete mortos e 13 feridos graves na 'Operação Carnaval 2018' da GNR
| País
Porto Canal com Lusa

Sete mortos, 13 feridos graves e 259 feridos leves são o balanço até às 24h00 de segunda-feira de 834 acidentes rodoviários registados pela Guarda Nacional Republicana (GNR) na 'Operação Carnaval 2018'.

Os dados foram adiantados hoje à Lusa pelo comando nacional da GNR.

A 'Operação Carnaval 2018' termina às 24h00 desta terça-feira, teve início na sexta-feira, 09 de fevereiro e prevê mais patrulhamento e fiscalização rodoviária, com especial incidência junto aos locais dos festejos carnavalescos.

Durante todo o período da operação, militares dos comandos territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito vão desenvolver várias ações de fiscalização para prevenir a sinistralidade rodoviária.

A condução sob a influência do álcool e de substâncias psicotrópica, a falta de habilitação para conduzir, o excesso de velocidade e a incorreta ou não utilização do cinto de segurança e/ou cadeirinhas para crianças serão as matérias a que a GNR vai estar particularmente atenta.

Além destas ações, de âmbito rodoviário, serão mobilizados recursos no sentido de garantir a segurança dos locais associados às festividades do Carnaval, que decorrem por todo o país, adiantou a GNR.

+ notícias: País

Greve do enfermeiros com adesão nacional entre 75% e 80%

A adesão à greve dos enfermeiros situa-se, hoje de manhã, entre os 75% e os 80%, segundo o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, que admite aumentar os números depois de apurados os dados de algumas grandes instituições.

Associações que representam os taxistas vão ser recebidas na segunda-feira na Presidência da República

As associações que representam os taxistas, que estão pelo segundo dia consecutivo em protesto contra a entrada em vigor da lei das plataformas eletrónicas, vão ser recebidas na segunda-feira no Palácio de Belém, disse hoje fonte da Presidência.

Investigadores em Portugal fazem descoberta sobre mecanismos de defesa do parasita da malária

Uma equipa de investigadores em Portugal descobriu que o parasita malária e a bactéria 'E.coli' evitam a sua destruição através da modulação de proteínas recetoras da célula hospedeira.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.