Info

Sete mortos e 13 feridos graves na 'Operação Carnaval 2018' da GNR

Sete mortos e 13 feridos graves na 'Operação Carnaval 2018' da GNR
| País
Porto Canal com Lusa

Sete mortos, 13 feridos graves e 259 feridos leves são o balanço até às 24h00 de segunda-feira de 834 acidentes rodoviários registados pela Guarda Nacional Republicana (GNR) na 'Operação Carnaval 2018'.

Os dados foram adiantados hoje à Lusa pelo comando nacional da GNR.

A 'Operação Carnaval 2018' termina às 24h00 desta terça-feira, teve início na sexta-feira, 09 de fevereiro e prevê mais patrulhamento e fiscalização rodoviária, com especial incidência junto aos locais dos festejos carnavalescos.

Durante todo o período da operação, militares dos comandos territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito vão desenvolver várias ações de fiscalização para prevenir a sinistralidade rodoviária.

A condução sob a influência do álcool e de substâncias psicotrópica, a falta de habilitação para conduzir, o excesso de velocidade e a incorreta ou não utilização do cinto de segurança e/ou cadeirinhas para crianças serão as matérias a que a GNR vai estar particularmente atenta.

Além destas ações, de âmbito rodoviário, serão mobilizados recursos no sentido de garantir a segurança dos locais associados às festividades do Carnaval, que decorrem por todo o país, adiantou a GNR.

+ notícias: País

Ministério esclarece que a partir de quarta-feira serão marcadas faltas a todos os enfermeiros grevistas

O Ministério da Saúde esclareceu esta terça-feira que a aplicação de faltas aos enfermeiros em greve será feita caso a caso até ao dia de hoje e que a partir de quarta-feira devem ser atribuídas faltas injustificadas a todos os que adiram à greve.

Procuradoria-Geral da República diz que paralisação dos enfermeiros é ilegal por não corresponder ao pré-aviso

A Procuradoria-Geral da República considerou a greve dos enfermeiros ilegal por não corresponder ao pré-aviso e porque o fundo usado para compensar a perda de salário não foi constituído nem gerido pelos sindicatos que decretaram a paralisação.

Alterações climáticas vão gerar verões tempestuosos e abafados

As alterações climáticas estão a mudar a energia na atmosfera, levando a verões mais tempestuosos, mas também a longos períodos quentes e abafados, com implicações na qualidade do ar, segundo um estudo hoje divulgado.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.