Jornal Diário Jornal das 13

Regulador espanhol pode impor multa até 1ME a ex-presidente do banco Popular

| Economia
Porto Canal com Lusa

Madrid, 12 fev (Lusa) - O regulador espanhol do mercado de valores mobiliarios (CNMV) pode multar até um milhão de euros o ex-presidente do Banco Popular Ángel Ron, caso considere que este cometeu uma falha "muito grave" ao, alegadamente, ter ocultado indemnizações através de pensões.

Segundo a agência de notícias espanhola Efe, a lei espanhola do mercado de valores prevê multas de 600 mil euros nos casos de infrações "muito graves", às quais se podem somar mais 400 mil euros quando isso acontece no exercício de um cargo de administração.

A mesma sorte podem ter outros membros da antiga administração do banco, já que segundo avançou hoje o jornal espanhol 'El Mundo', a Comissão Nacional do Mercado de Valores (CNMV) prepara sanções para quem terá ocultado informação sobre indemnizações nos relatórios de contas (escondendo-as nas pensões).

Caso o regulador classifique estas irregularidades apenas como "graves", as sanções teriam montantes inferiores, de 300 mil euros, mais 250 mil euros dados os cargos ocupados.

De acordo com a Efe, os especialistas consideram prematuro avançar com o valor das sanções que a CNMV poderá exigir, considerando que os montantes até podem ser superiores ou que podem ser impostos ao Banco Popular, se se concluir que estas irregularidades foram consensualizadas.

SP// ATR

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Não param de aumentar os registos de alojamento local

Tem aumentado exponencialmente o número de registos de alojamento local em Portugal. Os proprietários estão a aproveitar enquanto a nova lei não entra em vigor. Com as novas regras, as autarquias passam a ter mais poderes e podem inclusive criar zonas nas cidades sem este tipo de alojamento.

Menos turistas estrangeiros reduzem dormidas nos hotéis em 2,9% em junho

As dormidas na hotelaria diminuíram 2,9% em junho em termos homólogos, devido sobretudo aos turistas estrangeiros que pernoitaram menos 5,1% nos hotéis portugueses nesse mês, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Portugal ascende ao 2º lugar dos países que mais fundos recebem de Bruxelas

Portugal recebeu, em três anos, 5,7 mil milhões de euros da Comissão Europeia, ascendendo ao segundo lugar entre os Estados-membros que mais fundos comunitários receberam até junho, segundo dados revelados por Bruxelas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.