Info

Jerónimo de Sousa "surpreendido" por UGT querer avançar com greves

| Política
Porto Canal com Lusa

Cadaval, Lisboa, 11 fev (Lusa)- O secretário-geral do PCP mostrou-se hoje no Cadaval "surpreendido" com a disponibilidade da UGT em participar em greves se não houver aumentos salariais da Função Pública, admitindo que estes são necessários.

"Fico surpreendido com essa disponibilidade revolucionária em participar numa greve", afirmou Jerónimo de Sousa.

O líder dos comunistas admitiu que "os trabalhadores da administração pública estão há oito ou nove anos sem receber qualquer aumento salarial" e "o descongelamento das carreiras não invalida que não precisem de uma resposta tal como os trabalhadores do setor privado".

FYC // JPF

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Governo vai contratar mil funcionários para as escolas

O Ministério da Educação vai contratar mais mil funcionários para as escolas e criar uma bolsa que permita aos diretores substituir trabalhadores que estejam de baixa médica, duas medidas aplaudidas pelos diretores escolares.

Moção do CDS-PP 'chumbada' pelas bancadas do PS, BE, PCP, Verdes e PAN

A moção de censura do CDS-PP ao Governo foi hoje 'chumbada' pelas bancadas do PS, BE, PCP, Verdes e PAN, contando com votos favoráveis dos democratas-cristãos e do PSD.

Câmara do Porto acusa Pizarro (PS) de "determinar" há três anos despejo de reclusa

A Câmara do Porto liderada pelo independente Rui Moreira acusou esta quarta-feira o ex-vereador da Habitação Manuel Pizarro, do PS, de “determinar” em 2016 o despejo concretizado “em janeiro de 2019” a uma inquilina condenada a pena de prisão.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.