Info

Associação de Comandos de Bombeiros tenta encontrar solução para Vila do Conde

Associação de Comandos de Bombeiros tenta encontrar solução para Vila do Conde
| Norte
Porto Canal com Lusa

A Associação de Comandos de Bombeiros de Portugal (ACBP) indicou este sábado que está a tentar mediar o conflito nos bombeiros voluntários de Vila do Conde para que o socorro à população não seja colocado em causa.

"Estamos a tentar mediar o conflito e ajudar a encontrar uma solução para que na população não se sintam lacunas", disse à agência Lusa o dirigente da ACBP, José Mendes, que hoje participou numa reunião conjunta de bombeiros, agentes de proteção civil, sapadores florestais e emergência médica no Dafundo, em Algés.

A atual situação nos bombeiros voluntários de Vila do Conde, que estão sem capacidade de resposta para prestar socorro à população após o pedido de passagem à inatividade de 60 bombeiros, foi um dos assuntos abordados na reunião promovida pela Associação Nacional de Bombeiros e Agentes de Proteção Civil (Fénix).

José Mendes adiantou que a associação está a tentar encontrar uma solução junto do comandante dos bombeiros, que é o associado da ACBP.

"Estaremos sempre com o comandante e vamos apoiá-lo no sentido do socorro não ser posto em causa", afirmou, dando conta que esta situação não é inédita em corpos de bombeiros voluntários, tendo já acontecido casos semelhantes em Samora Correia e Sines.

O mesmo dirigente considerou ainda que a Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP), uma vez que a associação humanitária dos bombeiros de Vila do Conde é sua associada, e a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), que gere todos os agentes de proteção civil, já deviam se ter pronunciado sobre o problema.

José Mendes disse ainda que a LBP devia já estar "a intervir e a mediar" a situação.

O comandante dos bombeiros voluntários de Vila do Conde, Joaquim Moreira, disse hoje à Lusa que na sexta-feira cerca de 60 bombeiros voluntários "apresentaram um pedido de inatividade do quadro", na qual continuam como bombeiros, mas não prestam serviços, deixando o contingente muito deficitário.

Os bombeiros exigem a demissão da direção.

+ notícias: Norte

Greve do Metro do Porto desconvocada após acordo

A greve na Metro do Porto, marcada para os dias 17 e 31 de dezembro, foi desconvocada depois de a empresa ter chegado a acordo com o Sindicato dos Maquinistas de Caminho-de-Ferro, anunciou hoje aquela estrutura.

Reclusos de Paços de Ferreira provocaram desacatos contra greve dos guardas prisionais

Os reclusos do Estabelecimento Prisional de Paços de Ferreira provocaram hoje de manhã desacatos em protesto contra o incumprimento dos serviços mínimos decretados para a greve dos guardas prisionais, avançou à Lusa a Associação de Apoio ao Recluso.

Familiares dos reclusos da Custóias contestam os horários das visitas de natal

Os familiares dos reclusos da Custóias protestaram esta quarta-feira à tarde junto ao estabelecimento prisional. Em causa estão as visitas e o almoço no dia de Natal que estão comprometidas devido à greve dos guardas prisionais.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS