Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Associação de Comandos de Bombeiros tenta encontrar solução para Vila do Conde

Associação de Comandos de Bombeiros tenta encontrar solução para Vila do Conde
| Norte
Porto Canal com Lusa

A Associação de Comandos de Bombeiros de Portugal (ACBP) indicou este sábado que está a tentar mediar o conflito nos bombeiros voluntários de Vila do Conde para que o socorro à população não seja colocado em causa.

"Estamos a tentar mediar o conflito e ajudar a encontrar uma solução para que na população não se sintam lacunas", disse à agência Lusa o dirigente da ACBP, José Mendes, que hoje participou numa reunião conjunta de bombeiros, agentes de proteção civil, sapadores florestais e emergência médica no Dafundo, em Algés.

A atual situação nos bombeiros voluntários de Vila do Conde, que estão sem capacidade de resposta para prestar socorro à população após o pedido de passagem à inatividade de 60 bombeiros, foi um dos assuntos abordados na reunião promovida pela Associação Nacional de Bombeiros e Agentes de Proteção Civil (Fénix).

José Mendes adiantou que a associação está a tentar encontrar uma solução junto do comandante dos bombeiros, que é o associado da ACBP.

"Estaremos sempre com o comandante e vamos apoiá-lo no sentido do socorro não ser posto em causa", afirmou, dando conta que esta situação não é inédita em corpos de bombeiros voluntários, tendo já acontecido casos semelhantes em Samora Correia e Sines.

O mesmo dirigente considerou ainda que a Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP), uma vez que a associação humanitária dos bombeiros de Vila do Conde é sua associada, e a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), que gere todos os agentes de proteção civil, já deviam se ter pronunciado sobre o problema.

José Mendes disse ainda que a LBP devia já estar "a intervir e a mediar" a situação.

O comandante dos bombeiros voluntários de Vila do Conde, Joaquim Moreira, disse hoje à Lusa que na sexta-feira cerca de 60 bombeiros voluntários "apresentaram um pedido de inatividade do quadro", na qual continuam como bombeiros, mas não prestam serviços, deixando o contingente muito deficitário.

Os bombeiros exigem a demissão da direção.

+ notícias: Norte

Lagarta do Pinheiro leva 40 crianças de Felgueiras a receberem tratamento dos bombeiros

40 crianças de uma escola de Felgueiras tiveram de receber tratamento dos bombeiros. Em causa, sintomas provocados pela presença da lagarta do pinheiro que é comum nesta época do ano, mas que chegou a alarmar os encarregados de educação.

Vila Real, Bragança e Braga sob aviso amarelo devido ao tempo frio

LisboOs distritos de Vila Real, Bragança e Braga estão sob aviso amarelo devido à previsão de tempo frio, segundo informou hoje o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Empresa Vila Nova de Famalicão cria têxteis semelhante ao dos super-heróis

Uma empresa têxtil de Vila Nova de Famalicão aposta na produção diferenciadora de fios. Actualmente emprega 120 pessoas e tem uma capacidade produtiva de 160 toneladas de fio por mês. E os resultados da estratégia de inovação estão à vista, até porque há fios que, por exemplo, transformam a luz solar em energia térmica.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.