Info

GNR apreende 15 veículos em fiscalização de trânsito no concelho de Palmela

| País
Porto Canal com Lusa

Palmela, Setúbal, 13 jan (Lusa) - A GNR apreendeu 15 veículos e elaborou 81 autos de contraordenação numa fiscalização de trânsito visando atividades que envolvem passeios de turismo de natureza e aventura no concelho de Palmela, distrito de Setúbal, foi hoje anunciado.

Durante a fiscalização, que decorreu na sexta-feira, a cargo de militares do Destacamento de Trânsito de Setúbal da GNR, foram verificados 53 veículos e detetadas diversas infrações ao código da estrada e ao regulamento que estabelece as condições de acesso e de exercício da atividade de empresas de animação turística, explica a força de segurança em comunicado.

Segundo a GNR, os 15 veículos, que eram usados para animação turística de natureza e aventura, foram apreendidos "por circularem com divergências nos sistemas, componentes ou acessórios com que foram aprovados".

Das infrações que levaram à elaboração dos 81 autos de contraordenação, a GNR destaca anomalias em pneumáticos, os quais "apresentavam lesões ao nível das telas", veículos sem cintos de segurança instalados ou a circular sem terem seguro de responsabilidade civil obrigatório.

A GNR lembra que o exercício da atividade de animação turística de natureza e aventura "obedece a regras e condições de acesso específicas", nomeadamente em relação aos meios de transporte usados, e que existe "especial preocupação" da GNR "quando está em causa a vida e a segurança dos utilizadores".

LL // CSJ

Lusa/Fim

+ notícias: País

84% das corporações de bombeiros deixaram de reportar informações aos CDOS

A Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) revelou hoje que 84% das corporações de bombeiros deixaram de reportar aos comandos distritais de operações de Socorro (CDOS) qualquer informação operacional, protesto que a LBP diz ir continuar "por tempo indeterminado".

Chuva regressa a Portugal continental a partir de quarta-feira

O estado do tempo em Portugal continental vai mudar a partir de quarta-feira, dia em que se prevê períodos de chuva a partir do final da tarde em todo o território, disse à Lusa a meteorologista Paula Leitão.

Proteção Civil do Porto avisa que os bombeiros podem perder receita se não reportarem ocorrências

O presidente da Comissão Distrital da Proteção Civil do Porto, Marco Martins, disse esta segunda-feira que não reportar as ocorrências ao Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) pode significar "perda de receita" para os corpos de bombeiros.

Atualizado 11-12-2018 11:46

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.