Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

PS marca por unanimidade Congresso Nacional para a Batalha entre 25 e 27 de maio

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 13 jan (Lusa) - A Comissão Nacional do PS aprovou hoje, por unanimidade, a proposta para que o congresso deste partido se realize na Batalha, distrito de Leiria, entre 25 e 27 de maio, disse à agência Lusa fonte oficial socialista.

Tal como estava previsto, as eleições diretas para o cargo de secretário-geral do PS, as terceiras às quais António Costa vai concorrer, vão decorrer entre os dias 11 e 12 de maio.

Inicialmente, a Comissão Permanente do PS apontou Matosinhos para local do Congresso Nacional, mas, segundo fonte socialista, o secretário-geral, António Costa, pretendeu transmitir "um sinal de maior descentralização" quanto às prioridades do seu partido.

Face às propostas existentes para local do congresso, o Secretariado Nacional do PS acabou por optar pelo município da Batalha.

"A reforma da descentralização é uma das principais prioridades políticas do Governo e do Grupo Parlamentar do PS em 2018", justificou à agência Lusa um membro da direção deste partido.

A Comissão Nacional do PS confirmou também a proposta feita pela Comissão Permanente dos socialistas para que o ex-secretário de Estado da Indústria João Vasconcelos seja o presidente da Comissão Organizadora do Congresso (COC).

A equipa proposta para a COC, de resto, foi igualmente aprovada por unanimidade, com a minoria liderada pelo dirigente socialista Daniel Adrião a conseguir incluir já um dos seus elementos nesse elenco.

PMF // CSJ

Lusa/fim

+ notícias: Política

Impasse entre três forças políticas leva a novas eleições na freguesia de Darque, em Viana do Castelo

A freguesia de Darque, em Viana do Castelo, vai novamente a eleições. Sete meses depois das autarquicas, as três forças políticas não chegaram a acordo para a constituição do executivo e CDU e PSD renunciaram ao mandato provocando novas eleições.

PCP admite "coisa aproximada à 'geringonça' depois das próximas eleições"

O líder do PCP, Jerónimo de Sousa, afirma numa entrevista este sábado divulgada que não ficou "irritado ou ciumento" com os acordos PS/PSD e que depois das próximas eleições "pode aparecer uma coisa aproximada à 'geringonça'".

Governo confiante num "entendimento" que trave greve "prejudicial" da EMEF

O ministro do Ambiente admitiu que a greve dos trabalhadores da Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário (EMEF), que faz a manutenção das carruagens da Metro do Porto, "provoca prejuízos muito grandes" e mostrou-se esperançado num "entendimento".

Atualizado 21-04-2018 12:59

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.