Info

Santa Maria garante que urgência de ginecologia não fechará nenhum dia

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 13 jan (Lusa) -- O hospital Santa Maria, Lisboa, garantiu hoje que a urgência de ginecologia e obstetrícia não irá fechar nenhum dia por semana, apesar de assumir que chegou a ser "um dos muitos cenários de trabalho" equacionados em reunião dos serviços.

"A urgência de ginecologia e obstetrícia não vai fechar. O conselho de administração não teve nem tem essa decisão em cima da mesa. Seria de todo impensável que essa situação ocorresse num hospital universitário e num hospital como é o Santa Maria", afirmou hoje à agência Lusa o presidente do Centro Hospitalar Lisboa Norte, Carlos Martins.

Hoje o Diário de Notícias refere que "o diretor do departamento de ginecologia e obstetrícia do hospital Santa Maria, em Lisboa, quer fechar a urgência da especialidade dois dias por semana já a partir de fevereiro". Em causa está a carência de enfermeiros especialistas.

O presidente do conselho de administração, Carlos Martins, reconheceu à Lusa que esse foi "um dos muitos cenários discutidos" em reunião de médicos, mas sublinhou que a administração nunca teve essa decisão em cima da mesa.

O administrador admite que o Centro Hospitalar tem tido a preocupação de tentar encontrar soluções para a carência de enfermeiros especialistas em saúde materna e obstétrica, ou através da contratação ou reorganizando os serviços.

"Houve e há preocupações quando olhamos para o número de enfermeiros saídos e para as previsões de saídas", indicou à Lusa, adiantando que só para o setor privado foram seis enfermeiros especialistas do Santa Maria.

Segundo Carlos Martins, estas preocupações originam discussões de trabalho e elaboração de cenários diversos para reorganizar os serviços.

De acordo com o Diário de Notícias de hoje, "a intenção" -- agora afastada pelo administrador do hospital -- foi comunicada aos médicos do serviço de ginecologia numa reunião na quinta-feira.

ARP // JPF

Lusa/fim

+ notícias: País

84% das corporações de bombeiros deixaram de reportar informações aos CDOS

A Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) revelou hoje que 84% das corporações de bombeiros deixaram de reportar aos comandos distritais de operações de Socorro (CDOS) qualquer informação operacional, protesto que a LBP diz ir continuar "por tempo indeterminado".

Chuva regressa a Portugal continental a partir de quarta-feira

O estado do tempo em Portugal continental vai mudar a partir de quarta-feira, dia em que se prevê períodos de chuva a partir do final da tarde em todo o território, disse à Lusa a meteorologista Paula Leitão.

Proteção Civil do Porto avisa que os bombeiros podem perder receita se não reportarem ocorrências

O presidente da Comissão Distrital da Proteção Civil do Porto, Marco Martins, disse esta segunda-feira que não reportar as ocorrências ao Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) pode significar "perda de receita" para os corpos de bombeiros.

Atualizado 11-12-2018 11:46

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.