Info

Eurodeputados iniciam ciclo de debates com líderes da UE sobre futuro da Europa

| Economia
Porto Canal com Lusa

Estrasburgo, França, 13 jan (Lusa) -- O Parlamento Europeu (PE) inicia, na segunda -feira, uma sessão plenária dominada pela estreia, com o primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar, de debates com líderes europeus sobre o futuro da UE, tendo António Costa participação agendada para março.

Na quarta-feira está agendada a primeira de uma ronda de debates com chefes de Estado e de governo da União Europeia (UE) sobre o futuro da Europa, com a presença de Varadkar, a quem se seguem, em fevereiro o primeiro-ministro croata, Andrej Plenkovic, e, em março, António Costa.

Segundo disse à Lusa fonte parlamentar, os primeiros-ministros da Áustria, Sebastian Kurz, e da Grécia, Alexis Tsipras, também já aceitaram o convite do PE.

Na quarta-feira, os eurodeputados debatem a aplicação da Iniciativa para o Emprego dos Jovens, criada em 2013 para prestar apoio específico aos jovens que não trabalham, não estudam nem seguem qualquer formação nas regiões mais carenciadas da UE, e apresentar recomendações para melhorar o seu funcionamento.

Grécia, Espanha, Itália, Croácia, Chipre e Portugal são os países da UE com a taxa mais elevada de desemprego jovem e o relatório será votado na quinta-feira.

Na segunda-feira, os eurodeputados debatem -- com votação marcada para o dia seguinte - um relatório sobre a governação dos oceanos, que inclui propostas para alcançar as metas de conservação e utilização sustentável dos oceanos, mares e recursos marinhos fixadas na Agenda 2030 da ONU para o Desenvolvimento Sustentável.

Também na terça-feira, será votada uma proposta da Comissão Europeia sobre as condições para a utilização de redes de arrasto com impulsos elétricos, tendo em conta os seus efeitos sobre o meio marinho e as espécies.

A proposta inclui medidas técnicas que regulam o que se pode pescar, como, com o quê, quando e onde, ou seja, os diferentes métodos de pesca, as restrições espácio-temporais, as espécies proibidas e as medidas destinadas a proteger os ecossistemas vulneráveis.

A sessão plenária decorre, em Estrasburgo, entre segunda e quinta-feira.

IG // PJA

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Laboratórios colaborativos querem criar dezenas de empregos qualificados

21 laboratórios colaborativos prometem criar 750 novos postos de trabalho pelo país. O presidente da Fundação para a Ciência e Tecnologia afirma que o objetivo é dar empregos qualificados.

Pão pode aumentar em 2019 em função de subida do salário mínimo e da matéria-prima

O preço do pão poderá subir em 2019, acompanhando o aumento do salário mínimo e do valor da matéria-prima, disse à Lusa o presidente da Associação dos Industriais da Panificação, Pastelaria e Similares do Norte.

Poder de compra em Portugal desce para 76,6% da média da União Europeia em 2017

O poder de compra em Portugal fixou-se em 76,6% da média da União Europeia em 2017, abaixo do ano anterior (77,2%), ocupando o 16º. lugar entre os países da zona euro, divulgou hoje o INE.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.