Jornal Diário Jornal das 13

Unidade Local de Saúde de Matosinhos reforça atendimento devido à gripe

| Norte
Porto Canal com Lusa

Matosinhos, Porto, 12 jan (Lusa) -- A Unidade Local de Saúde de Matosinhos (ULSM), que engloba o Hospital Pedro Hispano e os centros de saúde, reforçou a sua capacidade de atendimento aos utentes em resposta à maior procura dos seus serviços devido à gripe.

"O Hospital Pedro Hispano tem apresentado uma sobrecarga significativa no seu SU [Serviço de Urgência], pelo que foi necessário reorganizar os serviços de modo a dar resposta adequada ao período de atividade gripal que temos estado a viver", disse o presidente do Conselho de Administração da ULSM, Victor Herdeiro, citado em comunicado.

Por esse motivo, a ULSM decidiu reforçar a equipa do Serviço de Urgência da unidade hospitalar e a sua capacidade de internamento, ajustando ambas à procura que em cada momento se verifique.

Por seu lado, o diretor clínico da ULSM, Taveira Gomes, adiantou que nos primeiros dias deste ano o serviço de urgência registou um aumento significativo de utentes, sublinhando que cerca de 10% dos doentes que recorrem a este serviço apresenta critérios de internamento.

Apesar disso, Taveira Gomes apelou aos utentes para, antes de recorrerem ao hospital, irem aos cuidados de saúde primários ou seguirem a orientação da linha SNS 24, reservando as urgências para as situações "realmente urgentes e emergentes".

Além do reforço dos serviços no Pedro Hispano, a ULSM alargou o horário do Serviço de Atendimento de Situações de Urgência (SASU), o reforço e a capacitação das Consultas Abertas nas unidades de saúde, ao nível dos cuidados de saúde primários.

O diretor clínico destacou a "extraordinária disponibilidade e espírito de missão de todos os profissionais".

O horário de atendimento do SASU foi alargado das 20:00 às 24:00 nos dias úteis e, a partir de hoje, passa também a funcionar das 09:00 às 24:00 aos fins de semana e feriados, acompanhado por um reforço do número de médicos para atendimento de utentes.

Adicionalmente, será disponibilizada uma consulta aberta complementar que funcionará nos quatro centros de saúde, permitindo atender mais utentes em situação de doença aguda que, desta forma, têm acesso a consultas não programadas no próprio dia, em alternativa ao recurso inadequado ao serviço de urgência.

SYF // MSP

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

Hospital de São João quer aproveitar projeto antigo para novo Centro Pediátrico

O Centro Hospitalar de São João, no Porto, está a "auscultar os serviços jurídicos" sobre a possibilidade de poder aproveitar o projeto existente para a construção do novo Centro Pediátrico, anunciou hoje o presidente da administração daquele hospital.

Ministério Público está a investigar o caso dos dois doentes em isolamento numa instituição em Bragança

O Ministério Público está a investigar o caso dos dois doentes que estão em isolamento há vários anos numa instituição em Bragança. O caso foi denunciado pelo Porto canal há dois meses. Depois disso, quase nada foi feito apesar da própria instituição pedir mais formação para lidar com os doentes, as entidades responsáveis continuam a dizer que os utentes vivem em condições adequadas.

100 semáforos geridos pela Metro do Porto em Matosinhos não têm sinal sonoro

Há 100 semáforos geridos pela Metro do Porto no concelho de Matosinhos que não têm avisos sonoros. A funcionalidade vai começar a ser instalada, uma vez que os sinais sonoros são indispensáveis para os invisuais.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.