Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Acordo político na Alemanha leva euro a máximo de três anos

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 12 jan (Lusa) - O euro subiu hoje e alcançou o nível mais elevado de três anos face ao dólar, após ter sido anunciado um acordo de princípio para uma coligação governamental na Alemanha.

Às 18:08 (hora de Lisboa), o euro seguia a 1,2134 dólares, quando na quinta-feira à mesma hora negociava a 1,2038 dólares. O euro chegou a atingir 1,2156 dólares, um máximo desde dezembro de 2014.

Os conservadores alemães liderados por Angela Merkel e os sociais-democratas de Martin Schulz alcançaram um acordo de princípio para a formação de uma coligação governamental, mais de três meses após as eleições legislativas.

O acordo ainda vai ser submetido à aprovação do SPD, num congresso extraordinário marcado para dia 21.

Divisas.........hoje.................quinta-feira

Euro/dólar......1,2134....................1,2038

Euro/libra.....0,88631...................0,88887

Euro/iene.......134,97....................134,02

Dólar/iene......111,24....................111,33

EO // CSJ

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Cerca de 70% das casas de porteira em Lisboa e Porto foram vendidas ou arrendadas

A Loja do Condomínio (LDC), que administra 6.800 condomínios em Portugal com 170.000 proprietários, revelou este domingo que cerca de 70% das casas de porteira dos condomínios em Lisboa e no Porto já foram vendidas ou arrendadas para habitação.

Banco BPI vai fechar mais três balcões no final de junho

O Banco BPI vai fechar mais três balcões no final deste mês, localizados no Norte e Centro do país, há semelhança do que já fez em meses anteriores, segundo informação interna a que a Lusa teve acesso.

Mediadores imobiliários consideram "urgente" aumento da construção nova em Lisboa e Porto

A Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP) considerou este sábado "urgente" o aumento de 'stock' no mercado imobiliário em Lisboa e no Porto, através de construção nova, para que haja um "equilíbrio de preços".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.