Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Condutor que fugiu à GNR de Castelo Branco na quarta-feira continua a monte

| País
Porto Canal com Lusa

Castelo Branco, 12 jan (Lusa) - A GNR de Castelo Branco continua a patrulhar o terreno para encontrar o condutor que na quarta-feira se pôs em fuga após uma ação de fiscalização na localidade de Maxiais e que resultou em agressões a um militar.

"Foram tomadas as medidas convenientes e está a dar-se seguimento a essas medidas", disse hoje à agência Lusa fonte do Destacamento Territorial de Castelo Branco da GNR.

A mesma fonte adiantou que, até ao momento, a situação mantém-se, com o condutor em fuga.

O fugitivo não obedeceu à ordem de paragem, dada pelos militares da GNR durante uma ação de fiscalização, na quarta-feira, próximo da localidade de Maxiais, colocando-se em fuga.

A viatura onde seguiam mais quatro pessoas, três mulheres e um homem, foi perseguida pelas autoridades e acabou por se imobilizar depois de se despistar.

Um dos militares conseguiu apanhar o condutor, mas acabou por ser agredido com pedras, alegadamente pelas mulheres que seguiam na viatura, tendo o condutor encetado uma fuga a pé.

Na quinta-feira, as alegadas agressoras, duas mulheres, foram presentes ao Tribunal de Castelo Branco, que lhes decretou, como medida de coação, a apresentação periódica às autoridades.

CAYC // SSS

Lusa/Fim

+ notícias: País

Sindicato entrega petição a presidente da Assembleia da República contra encerramentos dos CTT

O Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Correios e Telecomunicações (SNTC) entrega esta quarta-feira uma petição, com 8.600 assinaturas, ao presidente da Assembleia da República contra o encerramento de 22 estações, no âmbito de um plano de reestruturação da empresa.

Quercus alerta para "potencial cancerígeno" no material que está a substituir amianto nas escolas

O material que está a substituir o amianto nas escolas é "pontencialmente cancerígeno" e inflamavel. O alerta é da Associação Ambientalista Quercus.

Número de mortos na sequência de incêndio em Tondela sobe para nove

Um homem morreu hoje no Hospital de São João, Porto, na sequência do incêndio de sábado em Vila Nova da Rainha, Tondela, elevando para nove o número de vítimas mortais do sinistro, disse fonte hospitalar.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.