Jornal Diário Jornal das 13

Metro de Lisboa transportou em 2017 mais de 160 milhões de passageiros

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 12 jan (Lusa) -- O Metropolitano de Lisboa transportou em 2017 mais de 160 milhões de passageiros, correspondendo a um crescimento de 5,42% em relação ao ano anterior, divulgou hoje a empresa.

Em comunicado, o Metropolitano de Lisboa adiantou que após um período de recessão económica, em que se assistiu a uma redução da procura deste tipo de transporte, desde 2016 que se tem vindo a verificar um crescimento sustentado de passageiros.

Desta forma, de acordo com os dados, o Metro transportou no ano passado 161.490.266 passageiros.

A empresa divulgou ainda que as vendas de cartões Viva Viagem mantiveram também a tendência de crescimento, com um aumento de 760.653 cartões, correspondendo a uma variação positiva de 13,53% face ao período homólogo de 2016.

Com 6.384.010 cartões Viva Viagem vendidos em 2017, o Metropolitano de Lisboa avança que foram vendidos nas máquinas automáticas 5.090.135 títulos.

RCP // MCL

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Altice acusa Bruxelas de "ilegalidades" e "erros de facto" em multa sobre controlo da PT

A Altice acusou hoje a Comissão Europeia de ter cometido "ilegalidades" e "erros de facto" na decisão de multar a operadora em 125 milhões de euros pela concretização da compra da PT antes da autorização de Bruxelas.

Taxistas insistem que mantêm protesto até serem recebidos pelo Governo

Os taxistas continuam este sábado parados, pelo quarto dia consecutivo, e determinados a manter o seu protesto até serem recebidos pelo Governo, disse hoje Florêncio Almeida, da Associação Nacional dos Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros de Passageiros (ANTRAL).

Centeno diz que será cumprido défice de 0,7% do PIB este ano

O ministro das Finanças disse hoje que será cumprido este ano o défice previsto de 0,7% do Produto Interno Bruto (PIB), uma vez que não se repetirão os efeitos que penalizaram o saldo das contas públicas no primeiro semestre.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.