Jornal Diário Jornal das 13

Multinacional canadiana notifica Concorrência da compra de metade da Auto Estradas do Oeste

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 12 jan (Lusa) -- A multinacional canadiana Roadis notificou a Autoridade da Concorrência (AdC) da compra da Auto Estradas do Oeste, segundo um aviso da AdC, tornando-se proprietária de metade da Auto Estradas do Atlântico (concessionária da A8 e da A15).

A Autoestradas do Oeste detém 50% das Autoestradas do Atlântico, concessionária da A8 e A15, e 65% das Autoestradas do Litoral Oeste, que opera o IC2, IC9 e IC36.

No aviso, assinado na passada sexta-feira, e hoje publicado, a AdC informa os interessados na operação de concentração da possibilidade de enviarem observações durante as próximas duas semanas, até 26 deste mês.

A ROADIS Transportation Holding gere, atualmente, estradas em regime de portagem em oito concessões no Brasil, México, Índia e Espanha, e é controlada indiretamente pela Public Sector Pension Investment Board, um fundo de pensões do Canadá com carteira global de private equity, imobiliário, infraestruturas, recursos naturais e dívida privada.

O Grupo Lena é um grupo empresarial que começou como Construtora Lena nos anos 50 na região de Leiria, ligado à construção. Nos anos 90 diversificou a atividade e internacionalizou-se. Nos últimos anos tem sido muito referido, mas pela alegada ligação do Grupo com o antigo primeiro-ministro José Sócrates.

No início de dezembro, em comunicado divulgado, foi anunciada a venda à Roadis das participações do grupo empresarial Lena na Autoestradas do Oeste, mas sem divulgar o valor do negócio, afirmando-se que a operação fica concluída no primeiro trimestre deste ano.

"O Grupo Lena acaba de alienar as suas participações na Autoestradas do Oeste à Roadis, numa ação conjunta com o Grupo MSF, e que contribuirá de forma importante para a capitalização do setor das construções do Grupo Lena", dizia o grupo no comunicado.

VP (FP) // ATR

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Epidemia de cólera mata cerca de 100 pessoas na Nigéria

Uma epidemia de cólera matou quase 100 pessoas nas últimas duas semanas no nordeste da Nigéria, uma região devastada pelas ações do grupo extremista Boko Haram, informou este sábado a ONU.

Trabalhadores do McDonald's fizeram greve nos EUA contra o assédio sexual

Trabalhadores do McDonald's realizaram, na terça-feira, em dez cidades norte-americanas, uma greve laboral contra o assédio sexual na empresa, em consonância com o movimento #MeToo.

Chuvas na Nigéria provocam 100 mortos, autoridades estimam que número aumente

As autoridades nigerianas afirmaram que 100 pessoas morreram devido às inundações provocadas pelas chuvas fortes que se fizeram sentir no país nos últimos dias.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.