Info

Sérgio Conceição diz que o FC Porto não teve exibição brilhante mas cumpriram o objetivo

| FC Porto
Porto Canal com fcporto.pt

Com a vitória da noite desta quinta-feira (2-1) no terreno do Moreirense, o FC Porto assegurou o acesso às meias-finais da Taça de Portugal, em que o adversário será o Sporting.

 

 

Na entrevista rápida após a partida e na conferência de imprensa que se seguiu, Sérgio Conceição preferiu centrar atenções no encontro de segunda-feira (21h00) frente ao Estoril, para a Liga NOS, e em assinalar o objetivo cumprido em Moreira de Cónegos. Quanto às alterações no onze, foram estratégicas para o plano de jogo.

Baixa de ritmo após o 2-0
“Ao intervalo falei no balneário para retificarmos os últimos 20 minutos da primeira parte, de que não gostei, em que baixámos muito a intensidade do jogo e em que o Moreirense começou a ter mais bola. Fazemos os dois golos cedo e, inconscientemente, isso entrou na cabeça dos jogadores. Não fizemos aquilo que é habitual na intensidade, a condicionar ao máximo o adversário na posse e circulação de bola.”

A segunda parte e o futuro
“Regressámos ao relvado com uma predisposição muito mais forte. Tivemos várias situações para fazer o 3-0 e depois o Moreirense consegue fazer o 2-1, mas penso que não houve mais situações de perigo. Os jogos da Taça são sempre difíceis e este campo é difícil. Conseguimos o principal objetivo, que era passar para as meias-finais, e agora vamos pensar já no Campeonato e no jogo de segunda-feira, que é muito importante para nós.”

As alterações na equipa
“Não dou rebuçados a ninguém. Aquilo que achava melhor em termos estratégicos foi feito. O Hernâni acabou o último jogo com o Vitória, o Soares estava em campo, o Layún também. A dupla do meio-campo foi a mesma que jogou nos últimos tempos mais vezes. O setor defensivo, à exceção do Casillas e do Maxi, jogou muitas vezes. Também não olho muito a isso, mas para a estratégia que temos para o jogo e para aquele que acho o melhor onze para ganharmos.”

Layún no meio-campo
“Temos que gerir o plantel da melhor forma. Conheço todos os meus jogadores, sei que o Miguel é um jogador polivalente, com muita inteligência tática, independentemente do lugar que ocupar vai dar sempre uma resposta positiva. Ele sabe o que queremos onde quer que jogue. Contra o Feirense também entrou para a mesma posição, depois teve que recuar devido à expulsão do Felipe. Os jogadores estão identificados, não fazemos experiências, sabemos o que fazemos.”

Carinho pela Taça
“Tenho um carinho especial mas não por ter perdido a final quando era treinador de outra equipa. É um dia marcante na carreira de um jogador - já passei por muitos palcos e estádios, mas no Jamor a atmosfera é especial nesse dia. Tive oportunidade de ganhar a Taça como jogador e de estar numa final como treinador. Espero sinceramente poder estar este ano com a minha equipa no Jamor e vencer este troféu, que é na minha opinião especial.”

Luta em três frentes com o Sporting e mercado
“No Campeonato há uma luta a três e com o Braga também ali perto. O Benfica também é um candidato ao título, penso que vamos ter competição até ao final. Na Taça da Liga e de Portugal estamos em luta direta com o Sporting e a seu tempo falaremos desses jogos, agora a concentração está virada para o jogo de segunda-feira no Estoril, para o Campeonato, que é o nosso principal objetivo. Tenho jogadores que têm qualidade, se vier alguém tem de ser para dar mais do que o que tenho à disposição. Os treinadores querem sempre mais.”

+ notícias: FC Porto

FC Porto apura-se para a final da Taça Intercontinental de hóquei em patins

O FC Porto apurou-se hoje para a final da Taça Intercontinental de hóquei em patins, ao vencer os argentinos do Murialdo, por 7-5, em San Juan, na Argentina.

Pinto da Costa: "É uma grande alegria sentir este amor ao FC Porto a mais de 1.500 quilómetros de distância"

Pinto da Costa esteve esta sexta-feira na Casa do FC Porto de São Miguel, nos Açores, onde foi recebido efusivamente para centenas de adeptos portistas. O presidente dos Dragões, que liderou a comitiva portista na viagem para Ponta Delgada tendo em vista o jogo frente ao Santa Clara (sábado, 20h30), falou aos presentes e teceu rasgados elogios à filial liderada por Raquel Vieira.

Romário Baró: "Temos de fazer fora o que fazemos em casa"

Depois de uma vitória indiscutível na receção à Académica (3-0), o FC Porto B tem uma difícil deslocação a Paços de Ferreira na 12.ª jornada da Ledman LigaPro (sábado, 11h00, Sport TV).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.