Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

FC Porto dominou de forma clara, mas concorrência está perto

| Desporto
Porto Canal com Lusa

O FC Porto, de Sérgio Conceição, dominou de forma clara a metade inicial da I Liga portuguesa de futebol, mas, feitas as contas, o Sporting só está a dois pontos, e o tetracampeão Benfica a cinco.

Com mais vitórias (14), o melhor ataque (45 marcados) e a melhor defesa (nove sofridos), os 'dragões' só não têm uma vantagem superior no final da primeira volta porque os 'leões' foram felizes em várias ocasiões e os 'encarnados' venceram algumas vezes jogando muito mal.

Ainda assim, o FC Porto é um 'campeão de inverno' -- pela 30.ª vez e primeira desde 2010/11 -- isolado, com um registo de pontos (45) igual ao de 2012/13, temporada em que conquistou o título nacional pela última vez, no 'milagre' de Kelvin.

Os 'dragões' partiram até teoricamente fragilizados, face ao 'fair-play' financeiro da UEFA, mas isso acabou por ser a sua sorte, já que, em vez que contratarem mais uma série de jogadores de qualidade duvidosa, tiveram de contentar-se com o regresso dos emprestados, que antes não serviam e agora foram decisivos.

Ricardo (estava cedido ao Nice) foi importante, enquanto Aboubakar (Besiktas) e Marega (Vitória de Guimarães), cada qual com 14 golos, foram determinantes, formando com Brahimi um temível trio ofensivo, decisivo nos 45 golos que os 'azuis e brancos' não atingiam, à 17.ª ronda, desde 1995/96 (46).

O técnico Sérgio Conceição, também ele a solução possível, tem igualmente uma grande quota-parte nesta 'conquista', pela forma como colocou a equipa a jogar e liderou o grupo, 'sentando' sem problema 'estrelas' como Casillas, Maxi Pereira ou Óliver.

Ainda assim, o ex-técnico do Nantes deve lamentar os seis pontos perdidos, pois o FC Porto fui superior face ao Sporting (0-0 em Alvalade) e ao Benfica (0-0 no Dragão) e, na Vila das Aves (1-1), esteve ganhar e pagou caro a expulsão de Corona.

A exemplo de FC Porto, que repetiu a invencibilidade de 2012/13, o Sporting também atingiu o final da primeira volta sem derrotas, registo que não conseguia desde 1994/95, mas, ainda assim, com menos um ponto (43) do que em 2015/16, na época de estreia de Jorge Jesus.

Os 'leões' somaram quatro empates, com FC Porto (0-0) e Benfica (1-1), sendo inferiores, com o Sporting de Braga (2-2), num jogo em que Bruno Fernandes salvou a invencibilidade com um penálti aos 90+5 minutos, e em Moreira de Cónegos (1-1).

A situação podia ser bem pior, não fossem três tentos de Bas Dost, mais ou menos polémicos, marcados sobre o final, com Vitória de Setúbal (1-0, de penálti, aos 86) e nos redutos de Feirense (3-2, de penálti, aos 90+8) e Rio Ave (1-0, aos 85).

O 'salvador' do jogo com os 'arsenalistas' foi o reforço em maior destaque, mas impuseram-se mais cinco no 'onze', casos de Piccini, Mathieu, Fábio Coentrão, Battaglia e Acuña.

Dos que permaneceram, brilharam, sobretudo, Gelson Martins, o grande desequilibrador, Bas Dost, o finalizador (16 golos), e o guarda-redes Rui Patrício, que deu muitos pontos a ganhar.

O FC Porto não teve oscilações, e o Sporting 'tremeu', mas não caiu, ao contrário do Benfica, que teve enormes 'altos e baixos' nas primeiras 10 jornadas, com dificuldades em 'esquecer' o 'adeus' de Ederson, Nelson Semedo, Lindelöf e Mitroglou.

O desaire no Bessa (1-2), com 'frango' de Varela, e o empate no Funchal (1-1), em ambos desperdiçando vantagens iniciais, deixaram marcas, mais do que o 1-1 em Vila do Conde, e as exibições caseiras com Portimonense (2-1) e Feirense (1-0) quase custaram mais pontos.

Perante este cenário, e com o 'desaparecimento' de Seferovic, que começou a época em 'grande', Rui Vitória trocou o '4-4-2' pelo '4-3-3', com a introdução de Krovinovic, e o Benfica melhorou, com cinco vitórias e dois empates, face aos outros 'grandes'.

Numa época em que foi a pior equipa da 'Champions' e já caiu da Taça de Portugal e da Taça da Liga, manteve-se 'in-extremis' na corrida a um inédito 'penta', muito também por causa de Jonas e dos seus 20 golos, um registo à Mário Jardel.

O Benfica, que soma os mesmos 40 pontos da primeira época de Rui Vitória, rumo ao 'tri', e só menos dois do que a época passada, está a cinco do FC Porto e a três do Sporting e só tem mais três do que o Sporting de Braga.

Após um início 'falhado', com três derrotas nas primeiras cinco rondas, os 'arsenalistas' somaram 10 triunfos nas derradeiras 12 -- 2-2 em Alvalade e 0-1 no Funchal -, com Abel Ferreira a apostar na rotação e o coletivo a sobrepor-se, com cinco jogadores a apontarem quatro golos e 11 tentos a virem do banco.

A formação bracarense dificilmente entrará na luta pela 'Champions', esta época só para os dois primeiros, mas tem a Liga Europa quase garantida, face aos 10 pontos à maior sobre os quintos colocados, Rio Ave e Marítimo.

Os vila-condenses, de Miguel Cardoso, primaram pelo futebol positivo, bonito, com posse de bola, enquanto os insulares, de Daniel Ramos, fizeram dos Barreiros a sua fortaleza, 'quebrada' pelo Desportivo de Chaves, após 23 jogos de invencibilidade.

Mais abaixo, nos 23 pontos, seguem um Desportivo de Chaves em crescendo e um Vitória de Guimarães muito irregular, liderado por 10 golos de Raphinha, o melhor marcador entre os 'pequenos'.

A fechar a primeira metade, surge o Boavista, que impôs a única derrota a um 'grande' na primeira volta (2-1 ao Benfica) e segue nove pontos acima da 'linha de água' (23 contra 12), afigurando-se como a última equipa em situação relativamente tranquila.

Tondela, lançado para não necessitar de mais um 'milagre' a acabar, e Belenenses encabeçam a segunda metade, com 19 pontos, e não podem facilitar, tal como o promovido Portimonense, com 18, e o quinto melhor ataque (23 golos), e o Feirense, com 17.

Pior, com 14 pontos, estão Desportivo das Aves, Moreirense e Paços de Ferreira, que já procura o terceiro treinador, enquanto, nos lugares 'malditos', com 12, situam-se o Vitória de Setúbal, do 'resistente' José Couceiro, e o Estoril-Praia.

+ notícias: Desporto

Francisco J. Marques denuncia manobras financeiras do SL Benfica com outros clubes portugueses

Francisco J. Marques denunciou esta terça-feira à noite, no Universo Porto - da Bancada do Porto Canal, manobras financeiras do SL Benfica com outros clubes portugueses. Divulgou ainda negócios "estranhos e surpreendentes" e afirma que já ninguém duvida que tudo o que foi revelado é verdadeiro e precisa ser explicado pelo clube encarnado.

UEFA autoriza segunda parte do Estoril Praia-FC Porto a 21 de fevereiro

A UEFA autorizou a realização da segunda parte do jogo entre Estoril Praia e FC Porto, da 18.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, a 21 de fevereiro, às 18:00, disse hoje à Lusa fonte federativa.

Adeptos invadem treino do Vitória de Guimarães causando desacatos com jogadores

Um grupo de adeptos invadiu, esta quarta-feira de manhã, o local habitual de treinos do Vitória de Guimarães, ao que tudo indica revoltados com a má performance da equipa nos últimos tempos chegando mesmo a haver desacatos, avança o Guimarães Digital e apurou o Porto Canal com fonte do clube.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.