Jornal Diário Jornal das 13

Governo quer alargar indemnizações aos feridos graves - Costa

| Política
Porto Canal com Lusa

Vouzela, Viseu, 14 nov (Lusa) - O Governo pretende alargar as indemnizações aos feridos graves dos incêndios, como defendeu o Presidente da República, esclareceu hoje o primeiro-ministro, António Costa, em Oliveira de Frades, no distrito de Viseu.

Marcelo Rebelo de Sousa promulgou na segunda-feira o diploma do parlamento que estabelece medidas de apoio às vítimas dos incêndios de junho, mas com ressalvas, convidando à "reapreciação da matéria, em especial na parte respeitante aos feridos graves".

Esta tarde, em Oliveira de Frades, durante uma visita a uma unidade industrial atingida pelos incêndios de 15 de outubro, António Costa salientou que, inicialmente, o Governo deu prioridade às vítimas mortais, mas que vai "alargar o apoio às vítimas de ferimentos graves".

AMV // JPS

Lusa/fim

+ notícias: Política

Marcelo Rebelo de Sousa diz que "seria estranho" era ausência de protestos a um mês do Orçamento

O Presidente da República considerou hoje naturais protestos como os dos taxistas e dos enfermeiros, dizendo que "o que seria estranho" era que vários setores não se manifestassem a um mês da apresentação do Orçamento do Estado.

Direção-Geral da Educação retira das escolas questionário com perguntas discriminatórias

A Direção-Geral da Educação já mandou retirar das escolas o inquérito considerado racista que foi distribuído em pelo menos duas escolas do Porto. Em causa está um questionário com perguntas discriminatórias, referentes à ascendência dos alunos.

Vieira da Silva admite "problema" nas novas pensões, a resolver "até final do ano"

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social admitiu esta terça-feira que "existe um problema" na atribuição de novas pensões, devido à falta de pessoal e aos crescentes pedidos, mas disse que "até final do ano" os principais atrasos "serão resolvidos".

Atualizado 18-09-2018 20:49

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.