Jornal Diário Jornal das 13

Assaltada caixa multibanco em Gaia através de explosão, suspeitos em fuga

Assaltada caixa multibanco em Gaia através de explosão, suspeitos em fuga
| Norte
Porto Canal com Lusa

Uma caixa multibanco instalada junto a uma padaria em Canidelo, Vila Nova de Gaia (Porto), foi este domingo de madrugada assaltada com recurso a explosivos e os três alegados assaltantes colocaram-se em fuga num carro de marca BMW, disse fonte da PSP.

Em declarações à Lusa, o oficial de dia do comando da PSP do Porto contou que o alerta do roubo a uma caixa multibanco com recurso a explosivos foi dado hoje de madrugada pelas 06:00 e que os assaltantes "levaram o cofre" com o dinheiro.

Um carro patrulha da PSP no local da explosão da caixa multibanco viu num carro de marca BMW pelo menos três indivíduos a fugirem.

A PSP ainda realizou uma perseguição à viatura com os suspeitos, mas não conseguiu intercetar o automóvel, acrescentou a mesma fonte.

Um outro caso de roubo a uma caixa multibanco foi registado esta madrugada em Esposende (Braga), com dois militares da GNR a ficarem intoxicados e a terem de ser levados para o hospital de Barcelos na sequência de uma perseguição aos suspeitos do assalto à caixa multibanco na Cooperativa de Crédito Agrícola de Esposende.

Fonte da GNR acrescentou que há registo de que também esta madrugada, pelas 04:30, foi registado em Lijó, Barcelos (Braga), um assalto com recurso a explosivos a outra caixa multibanco instalada num supermercado.

+ notícias: Norte

Administração do Hospital Gaia/Espinho diz não ter recebido nenhum pedido de demissão

A administração do Centro Hospitalar de Gaia/Espinho afirmou esta quarta-feira não ter recebido qualquer pedido de demissão das dezenas de diretores que se declararam demissionários numa carta em que protestavam contra "condições indignas" de trabalho.

Mulher de 23 anos morreu em despiste na A4 em Vila Real

Uma mulher de 23 anos morreu esta quarta-feira na sequência de um despiste de um automóvel no viaduto do Corgo, na Autoestrada 4 (A4), em Vila Real, segundo fontes dos bombeiros e da GNR.

Rui Moreira diz que é urgente realojar restantes moradores do bairro do Aleixo

Rui Moreira explicou na reunião diz que a decisão de urgência de realojar todos os moradores das três restantes torres do bairro do Aleixo deveu-se à queda inesperada de partes das fachadas dos edifícios. O autarca do Porto adiantou no entanto que pelo menos para já não pretende extinguir o fundo criado em 2009 para resolver o problema do bairro.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.