Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Dois GNR intoxicados após perseguição a suspeitos de assalto a multibanco em Esposende

Dois GNR intoxicados após perseguição a suspeitos de assalto a multibanco em Esposende
| Norte
Porto Canal com Lusa

Dois militares da GNR ficaram este domingo intoxicados e foram levados para o hospital de Barcelos na sequência de uma perseguição a alegados assaltantes a uma caixa multibanco esta madrugada à Cooperativa de Crédito Agrícola de Esposende.

Fonte do Comando Distrital de Operação de Socorros (CDOS) de Braga disse à Lusa que o alerta foi recebido esta madrugada pelas 05:30, pedindo auxílio para dois militares da GNR que “sentiram náuseas e dificuldades respiratórias”.

Os militares teriam respirado “gás” e ou “pó” após uma ocorrência relacionada com uma explosão de uma caixa multibanco localizada na Rua Senhora da Saúde, em Esposende.

Fonte do Comando da GNR de Braga, Filipe Martins, explicou à Lusa que uma patrulha da GNR se deslocou à Cooperativa de Crédito Agrícola de Esposende, onde se registou "um assalto a uma caixa multibanco com recurso a explosivos".

A patrulha ainda se cruzou com os assaltantes no local da explosão da caixa multibanco e procederam depois a uma perseguição na viatura da GNR aos alegados assaltantes.

Nessa perseguição houve “o lançamento de pó de um extintor e foi esse pó inalado que levou os militares ao Hospital de Barcelos com intoxicação na garganta", acrescentou Filipe Martins.

+ notícias: Norte

GNR e bombeiros procuram idoso desaparecido em Pegarinhos, Alijó

Militares da GNR e bombeiros estão a proceder a buscas em Pegarinhos, concelho de Alijó, por um homem de 80 anos que se encontra desaparecido desde sexta-feira, segundo fontes destas instituições.

GNR desmantela uma das maiores redes de tráfico de droga no Porto

Foi desmantelada uma das maiores redes de tráfico de droga no distrito do Porto. A GNR apreendeu 21 quilos de heroína e deteve 18 pessoas. A investigação já decorria há cerca de um ano.

Bombeiro da Póvoa de Lanhoso morre em queda do terceiro andar

Um homem de 38 anos morreu na Póvoa de Lanhoso, quando caiu de um terceiro andar. A vítima era bombeiro voluntário e estava a colocar as luzes de natal em casa, quando caiu da varanda. O prédio situa-se mesmo em frente ao quartel dos bombeiros.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS