Jornal Diário Jornal das 13

ASAE apreendeu cerca de uma tonelada de queijo fresco na região Sul

ASAE apreendeu cerca de uma tonelada de queijo fresco na região Sul
| País
Porto Canal com Lusa

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) anunciou este sábado que apreendeu cerca de uma tonelada de queijo, no valor de 4.795 euros, por suspeitas de incumprimento das condições higio-sanitárias numa unidade de produção de queijo na região Sul.

Em comunicado, a ASAE adiantou ter, através da Unidade Regional do Sul, realizado na semana passada uma ação de fiscalização direcionada para a verificação do cumprimento das condições higio-sanitárias e técnico-funcionais de laboração de uma queijaria, tendo procedido à sua suspensão.

Segundo a ASAE, durante a ação de fiscalização, que decorreu na semana passada, foi detetada a utilização de água na atividade da queijaria que não cumpria os requisitos microbiológicos obrigatórios para possibilitar a sua utilização, não estando dessa forma garantida a potabilidade da mesma.

De acordo com a ASAE, foi confirmada no produto "a presença de bactérias coliformes assim como de Escherichia coli, com grave risco de contaminação das superfícies de laboração e equipamentos, assim como das mãos dos manipuladores, tendo sido determinada a suspensão imediata da unidade industrial até que possa ser reposta a legalidade".

Durante a operação, a ASAE apreendeu cerca de uma tonelada de queijo fresco num valor que ronda os 4.795 euros, para verificação do cumprimento dos critérios microbiológicos, por forma a garantir a segurança alimentar do produto final e consequentemente a saúde pública dos respetivos consumidores.

A ASAE informa ainda que foi instaurado um processo de contraordenação por incumprimento dos requisitos gerais e específicos de higiene.

+ notícias: País

Cerca de 1.300 taxistas concentrados em Lisboa, Porto e Faro

Cerca de 1.300 táxis integravam esta quarta-feira, pelas 09h00, o protesto contra a lei que regula as plataformas de transporte em veículos descaracterizados, nas cidades de Lisboa, Faro e Porto, segundo a organização.

Tribunais portugueses têm falta de 256 magistrados do Ministério Público

Faltam mais de 250 magistrados nos tribunais. O Sindicato diz que está em causa a qualidade das investigações e que ministério Público pode não conseguir cumprir com as suas obrigações.

Funcionária de uma empresa em Santa Maria da Feira queixa-se de retaliação após ordem judicial

Uma funcionária de uma empresa de cortiça de Santa Maria da Feira continua a queixar-se de retaliação, uma vez que, foi despedida ilegalmente e depois novamente integrada na empresa por ordem judicial mas está sujeita a trabalhos bem diferentes das outras colegas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.