Jornal Diário Jornal das 13

Macron solicita à Arábia Saudita que financie força militar de Estados do Sahel

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Paris, 10 nov (Lusa) -- O presidente francês, Emmanuel Macron, solicitou à Arábia Saudita um contributo para o financiamento de uma força militar de cinco países africanos no Sahel, a quem ainda faltam 100 milhões de dólares, anunciou hoje o Eliseu.

"Há uma vontade das autoridades sauditas em apoiar a força do G5 Sahel, na perspetiva da reunião de apoio prevista para Bruxelas, em 14 de dezembro", especificou a Presidência francesa.

A França apoiou a iniciativa dos países do designado G5 Sahel, que junta Mauritânia, Mali, Burkina Faso, Chade e Níger, para criarem uma força militar conjunta nos confins do Mali, Burkina Faso e Níger, uma zona muito instável que se tornou um ponto de apoio para grupos extremistas.

A União Europeia (UE) vai evidenciar o seu apoio ao G5 Sahel em 14 de dezembro, dia em que se realiza em Bruxelas uma reunião de dirigentes destes países com homólogos europeus.

A UE avançou em setembro 50 milhões de euros para ajudar esta força, que realizou na semana passada a sua primeira operação.

O seu orçamento de financiamento foi estimado inicialmente em 423 milhões de euros, mas pode ser revisto em baixa, para cerca de 240 milhões. Os cinco países fundadores prometeram cada um 10 milhões e a França oito milhões. Os EUA, por seu lado, comprometeram-se a entregar até 60 milhões de dólares (51,5 milhões de euros).

RN // JPF

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Trabalhadores do McDonald's fizeram greve nos EUA contra o assédio sexual

Trabalhadores do McDonald's realizaram, na terça-feira, em dez cidades norte-americanas, uma greve laboral contra o assédio sexual na empresa, em consonância com o movimento #MeToo.

Chuvas na Nigéria provocam 100 mortos, autoridades estimam que número aumente

As autoridades nigerianas afirmaram que 100 pessoas morreram devido às inundações provocadas pelas chuvas fortes que se fizeram sentir no país nos últimos dias.

Mais de 600 estradas bloqueadas em Hong Kong após passagem do tufão Mangkhut

Mais de 600 estradas estão bloqueadas em Hong Kong devido aos destroços provocados pela passagem do tufão Mangkhut, no domingo, que deixou mais de 200 feridos naquele território, noticiou hoje um jornal local.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.