Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Macron solicita à Arábia Saudita que financie força militar de Estados do Sahel

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Paris, 10 nov (Lusa) -- O presidente francês, Emmanuel Macron, solicitou à Arábia Saudita um contributo para o financiamento de uma força militar de cinco países africanos no Sahel, a quem ainda faltam 100 milhões de dólares, anunciou hoje o Eliseu.

"Há uma vontade das autoridades sauditas em apoiar a força do G5 Sahel, na perspetiva da reunião de apoio prevista para Bruxelas, em 14 de dezembro", especificou a Presidência francesa.

A França apoiou a iniciativa dos países do designado G5 Sahel, que junta Mauritânia, Mali, Burkina Faso, Chade e Níger, para criarem uma força militar conjunta nos confins do Mali, Burkina Faso e Níger, uma zona muito instável que se tornou um ponto de apoio para grupos extremistas.

A União Europeia (UE) vai evidenciar o seu apoio ao G5 Sahel em 14 de dezembro, dia em que se realiza em Bruxelas uma reunião de dirigentes destes países com homólogos europeus.

A UE avançou em setembro 50 milhões de euros para ajudar esta força, que realizou na semana passada a sua primeira operação.

O seu orçamento de financiamento foi estimado inicialmente em 423 milhões de euros, mas pode ser revisto em baixa, para cerca de 240 milhões. Os cinco países fundadores prometeram cada um 10 milhões e a França oito milhões. Os EUA, por seu lado, comprometeram-se a entregar até 60 milhões de dólares (51,5 milhões de euros).

RN // JPF

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Pelo menos 38 mortos em dois atentados na Somália

Pelo menos 38 pessoas foram mortas, na sexta-feira, em dois atentados com carros armadilhados que visavam o palácio presidencial e um hotel da capital da Somália, informaram este sábado os serviços de resgate e policiais somalis.

Trump diz que ideia de armar professores terá forte efeito dissuasor

O presidente dos Estados Unidos reiterou hoje, através do Twitter, a intenção de dar armas aos professores para prevenir tiroteios nas escolas, dizendo que a medida abrangeria docentes com "treino especial" e "solucionaria o problema instantaneamente".

Síria: Negociações na ONU sobre cessar-fogo humanitário continuam

Nações Unidas, 24 fev (Lusa) - As negociações na ONU sobre um possível cessar-fogo humanitário de um mês na Síria continuavam hoje à tarde, atrasando a votação da resolução no Conselho de Segurança que estava prevista para as 17:00, segundo fontes diplomáticas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.