Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Guterres diz que acabar com a violência contra os rohingyas "é uma prioridade"

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Nova Iorque, 10 nov (Lusa) -- O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, afirmou hoje que é "uma absoluta prioridade" acabar com a violência contra os rohingyas em Myanmar (antiga Birmânia), permitindo que a minoria muçulmana regresse às suas casas.

António Guterres afirmou que as Nações Unidas exigem também um "acesso humanitário sem obstáculos" a todas as áreas do estado de Rakhine, onde mais de 600 mil rohingyas viviam antes de fugir para o Bangladesh.

O secretário-geral vai participar numa iniciativa conjunta entre Nações Unidas e a Associação das Nações do Sudeste Asiático, onde vai abordar a questão dos rohingyas.

O líder de Myanmar, Aung San Suu Kyi, galardoado com o Prémio Nobel da Paz, que tem enfrentado a crescente condenação internacional para violência contra os rohingyas, deverá participar no encontro que vai decorrer nas Filipinas entre 10 e 14 de novembro.

A maioria budista de Myanmar não reconhece os rohingyas como um grupo étnico, defendendo que são migrantes bengalis que vivem ilegalmente no país, negando-lhes a cidadania.

"Insistimos na necessidade de garantir não só que toda a violência contra essa população pare, mas também insistimos na necessidade de reafirmar o direito de regresso", afirmou Guterres, salientando que o governo de Myanmar deve dar a cidadania à minoria muçulmana.

AJO // JPF

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Quase quatro toneladas de cocaína apreendidas e 40 detidos em Espanha e Marrocos

Madrid, 17 nov (Lusa) -- Quase quatro toneladas de cocaína, num valor de mais de 100 milhões de euros, foram apreendidas em Espanha e em Marrocos no âmbito de uma operação internacional que resultou em 40 detenções, anunciou hoje o ministério espanhol do Interior.

Zimbabué: Capital sujeita a recolher obrigatório e com corrida aos bancos

Harare, Zimbabué, 17 nov (Lusa) - O recolher obrigatório na capital do Zimbabué desde a intervenção militar de quarta-feira levou alguns moradores de Harare a mudar de rotinas.

Catalunha: justiça belga pede execução de mandados contra Puigdemnont, nova audiência a 04 de dezembro

Bruxelas, 17 nov (Lusa) -- O Ministério Público belga pediu hoje a execução dos mandados de detenção europeus contra o presidente deposto do governo da Catalunha, Carles Puigdemont, e quatro conselheiros, segundo os advogados destes, estando nova audiência marcada para 04 de dezembro.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS