Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

PR promete levar ao Governo preocupações dos técnicos de diagnóstico e terapêutica

| Política
Porto Canal com Lusa

Porto, 10 nov (Lusa) - O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, prometeu hoje fazer chegar ao Governo as preocupações dos técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica, em greve há nove dias, e que lutam pelo reconhecimento da sua carreira profissional.

"Percebo a situação, ouvi o que me disseram e levarei a questão. Imagino o que sofreram no período de crise e percebo que quando há uma folga financeira os diversos setores digam que já chega de constrangimentos. Mas também ouço tantas vezes utentes a queixarem-se que chegam de longe para fazer um exame e não o fazem", observou Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente da República falava após ter sido interpelado por um grupo de pessoas que o aguardava junto às novas instalações da Escola Superior de Saúde do Politécnico do Porto, equipamento que o chefe de Estado inaugura esta tarde.

Os técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica entregaram ao Presidente da República uma carta, a mesma que dizem ter entregado há cerca de uma semana ao primeiro-ministro, António Costa, na qual fazem reivindicações que passam, por exemplo, pelo "reconhecimento da sua carreira profissional".

O chefe de Estado mostrou-se sensível às preocupações dos profissionais, mas ao mesmo tempo questionou: "Estando em greve indeterminada, pensam nos milhares de pessoas que precisam de exames e não os conseguem fazer? Não podiam interromper a greve de quando em vez?".

Em resposta, os técnicos garantiram que têm cumprido os serviços mínimos e lamentaram viver numa "dicotomia de sentimentos": "A luta pela carreira profissional e o bem-estar dos utentes".

PYT // ZO

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Aprovado aumento extraordinário de 6 ou 10 euros nas pensões

Os deputados aprovaram hoje na especialidade o aumento extraordinário das pensões, de seis ou de 10 euros, que começará a ser pago em agosto do próximo ano.

Bruxelas alerta para "riscos de não cumprimento" na proposta de Orçamento do Estado de Portugal

A Comissão Europeia considerou hoje que o esboço orçamental para 2018 de Portugal "pode resultar num desvio significativo" do ajustamento recomendado, pelo que há "riscos de não cumprimento" dos requisitos do Pacto de Estabilidade e Crescimento (PEC).

Eurico Castro Alves elogia a ida do Infarmed para o Porto

O médico Eurico Castro Alves, recentemente envolvido na Comissão de Candidatura da ida da EMA para a cidade do Porto, afirma que a ida do Infarmed é "uma boa notícia" para o Porto e para Portugal porque, para o médico, esta medida é "um sinal" que o Governo pretende "aplicar os recursos de uma forma distribuida, equitativa e organizada".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS