Info

Trabalhadores subcontratados da ManpowerGroup ao serviço da PT-MEO em greve na segunda-feira

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 10 nov (Lusa) -- Os trabalhadores da ManpowerGroup ao serviço da PT-MEO cumprem na segunda-feira um dia de greve, reivindicando aumentos salariais, condições dignas de trabalho e a integração nos quadros da empresa.

"Os trabalhadores responsabilizam as empresas Manpower e PT-MEO, cada qual com as suas responsabilidades, pela recusa do diálogo necessário para o tratamento das reivindicações", refere o Sindicato Nacional dos Trabalhadores das Telecomunicações e Audiovisual em comunicado.

Os trabalhadores consideram que as empresas ao pagarem, na "esmagadora maioria", o salário mínimo nacional, não retribuem de forma justa o desempenho de funções "altamente qualificadas", "cuja realidade exige justiça na revisão de um salário compatível com o nível profissional que também lhes é imposto todos os dias".

Acreditam também que pela "dimensão e responsabilidade que tem na sociedade portuguesa, deveria ser obrigação da maior operadora de telecomunicações no país, dar o exemplo no combate ao recurso da externalização de serviços e subcontratação de trabalhadores, promovendo desta forma a contratação direta para postos de trabalho que respondam a necessidades permanentes".

De acordo com o sindicato, atualmente na PT-MEO existem mais de meio milhar de trabalhadores em regime de prestação de serviço, muitos destes há mais de 15 anos consecutivos.

No dia da greve, entre as 11:00 e as 14:00, os trabalhadores vão estar concentrados nos locais de trabalho, entre os quais, Porto, Santo Tirso, Coimbra e Castelo Branco.

ICO// ATR

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Tripulantes da Ryanair em greve a partir de hoje e até domingo

Os tripulantes da Ryanair começam hoje uma greve de cinco dias, até domingo, convocada pelo Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) e que conta com serviços mínimos decretados pelo Governo.

Greve da Ryanair com pouco impacto no Aeroporto do Porto

Começou esta quarta-feira a greve dos tripulantes da Ryanair. No Aeroporto do Porto, tal como nos restantes do país, nenhum voo foi cancelado. O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil diz que a empresa está a utilizar outras transportadoras do grupo para fazer face à paralisação.

Crise energética acabou e já é possível abastecer sem limites

Portugal deixou de estar em crise energética, devido à greve de motoristas de pesados, desde as 00h00 desta terça-feira, acabando os limites ao abastecimento de combustível.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.