Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Mais de 2,3 milhões de euros para requalificação do Património da UNESCO no Centro

| País
Porto Canal com Lusa

Coimbra, 10 nov (Lusa) - Mais de 2,3 milhões de euros vão ser investidos nos próximos dois anos na "requalificação patrimonial e turística" dos sítios de Coimbra, Batalha, Alcobaça e Tomar que integram a lista de Património Mundial da Humanidade.

Estes quatro locais, que são Património Mundial da UNESCO, estarão ligados em rede nos próximos dois anos através de elementos comuns como a programação cultural, educação, comunidade, comércio e comunicação, assumindo um papel decisivo como "dínamos turísticos da Região Centro de Portugal", assegura a Turismo do Centro.

O projeto será apresentado na segunda-feira na Sala dos Atos Grandes ("Sala dos Capelos") da Universidade de Coimbra, numa cerimónia que contará com a presença do Reitor da Universidade de Coimbra, da presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, do presidente do Turismo Centro Portugal e dos presidentes dos quatro municípios da Região Centro de Portugal com Lugares Património Mundial.

Integram a lista a lista de Património Mundial da Humanidade na região Centro o conjunto Universidade de Coimbra - Alta e Sofia, o Mosteiro da Batalha, o Mosteiro de Alcobaça e o Convento de Cristo, em Tomar.

RBF // SSS

Lusa/Fim

+ notícias: País

Identificados 70 bares e discotecas que representam risco de segurança pública

A PSP e a GNR identificaram 70 bares e discotecas em Lisboa, Porto e Albufeira, que representam risco para a segurança pública, no âmbito de uma avaliação pedida pelo Ministério da Administração Interna, em dezembro.

Portugueses compraram em 2017 mais 1,4 milhões de medicamentos do que em 2016

O Estado pagou mais de 24 milhões de euros pelas comparticipações dos medicamentos vendidos nas farmácias no ano passado. Os dados foram revelados pelo Infarmed que dá ainda conta de que no ano anterior, os portugueses compraram mais 150 milhões de embalagens de medicamentos.

Seis portugueses envolvidos em acidente em França estão fora de perigo e vão ser ouvidos pelas autoridades

Os seis portugueses que sofreram um acidente no sul de França, na quinta-feira, tiveram apenas ferimentos ligeiros e agora deverão ser ouvidos pelas autoridades francesas, disse este sábado o secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.