Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Síria: Estado Islâmico contra-ataca e recupera 50% do último bastião perdido

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Beirute, 10 nov (Lusa) -- O grupo Estado Islâmico lançou um contra-ataque e conseguiu recuperar quase metade de Boukamal, um dia depois de o exército anunciar a expulsão dos 'jihadistas' deste último bastião na Síria, anunciou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

"O Estado Islâmico contra-atacou e recapturou mais de 40% da cidade de Boukamal", no leste da Síria, perto da fronteira com o Iraque, disse à imprensa o diretor daquela organização não-governamental, Rami Abdel Rahman.

O exército sírio anunciou na quinta-feira ter recuperado o controlo total de Boukamal, na província de Deir Ezzor, a última cidade na Síria que ainda estava nas mãos do grupo extremista.

Após várias semanas de uma ofensiva apoiada pela aviação russa, as tropas do regime e os seus aliados -- milicianos iraquianos, iranianos e do Hezbollah libanês -- conseguiram entrar em Boukamal na quarta-feira à noite.

"Mas os 'jihadistas' voltaram a entrar e recuperaram vários bairros no norte, nordeste e noroeste" de Boukamal, precisou Rahman, acrescentando que se registam "violentos combates".

MDR (PAL) // FPA

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Macau com recorde de 32,6 milhões de visitantes em 2017

Macau bateu um novo recorde ao receber mais de 32,6 milhões de visitantes em 2017, revelam dados preliminares divulgados esta quarta-feira pela Direção dos Serviços de Turismo (DST) que antecipa, para este ano, um crescimento de 1 a 3%.

Brexit: Parlamento britânico aprova lei do Governo para saída da União Europeia

Londres, 17 jan (Lusa) - O parlamento britânico aprovou hoje um projeto de lei para a saída do Reino Unido da União Europeia, concluindo-se a última etapa de um percurso tumultuoso para o Governo liderado por Theresa May.

PM demitido da Guiné-Bissau diz que sai sem mágoa do Presidente

Bissau, 17 jan (Lusa) -- O antigo primeiro-ministro guineense Umaro Sissoco Embaló, demitido segunda-feira, afirmou hoje que não tem nenhuma mágoa em relação ao Presidente guineense, José Mário Vaz, a quem prometeu que guardará "respeito por toda vida".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.