Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

CEPSA aumenta lucros em 49% para 680 ME devido a margens de refinação

| Economia
Porto Canal com Lusa

Madrid, 10 nov (Lusa) -- A multinacional petrolífera espanhola CEPSA teve um lucro de 680 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, um aumento de 49% em relação a 2016, explicado pelas altas margens de refinação e a sua atividade nos setores químico e comercial.

Em comunicado de imprensa, a empresa informa que, se forem retirados os fatores recorrentes e calculadas as variações de inventários com o custo de reposição, o resultado líquido ajustado seria de 692 milhões de euros, um aumento de 86% em relação ao ano passado.

A CEPSA sublinha que o aumento dos resultados permitiu reduzir a dívida líquida para 1.800 milhões de euros e o rácio dívida/EBITDA para um.

A empresa, que também está presente em Portugal, produziu uma média de 88.100 barris de crude por dia de janeiro a setembro últimos, mais 1% do que um ano antes, e comercializou 10,9 milhões de barris.

O preço do petróleo de referência na Europa, o Brent, aumentou 24% nos primeiros nove messes de 2017, em relação a um ano antes.

A sede social da CEPSA está em Madrid, mas a empresa é atualmente propriedade a 100% da Mubala Investment Company, pertencente ao Governo de Abu Dabi, tendo deixado de ser cotizada na bolsa em 2011.

FPB // ATR

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Menos de metade das empresas atribuiu prémios de desempenho aos trabalhadores

Menos de metade das empresas (44,9%) atribuiu em 2016 prémios de desempenho aos seus trabalhadores pelo cumprimento dos objetivos definidos para a empresa, segundo um inquérito hoje divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE)

Somague confirma despedimento coletivo de 300 trabalhadores

A construtura Somague confirmou hoje, à agência Lusa, que vai avançar com um despedimento coletivo de 300 trabalhadores, para tornar a empresa competitiva, motivada pelas dificuldades em Angola e no Brasil, principais mercados internacionais onde opera.

EDP vende 584 milhões de euros do défice tarifário

Lisboa, 22 nov (Lusa) -- A EDP vendeu à Tagus uma parcela do défice tarifário de 2017 no valor de 584 milhões de euros, foi hoje comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS