Jornal Diário Jornal das 13

Técnico Superior da ARS-Norte acusado de corrupção conhece hoje a sentença

| Norte
Porto Canal com Lusa

Porto, 10 nov (Lusa) -- O Tribunal de São João Novo, no Porto, agendou para hoje a leitura da sentença no caso de um técnico superior da Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte acusado de corrupção agravada em adjudicação de obras.

O arguido está acusado de, entre 2006 e 2015, acordar com um conjunto de construtores que, em troca da adjudicação de determinada obra, estes teriam de lhe pagar 10% da fatura da empreitada, antes de impostos, tendo recebido mais de 460 mil euros.

Obrigado à permanência na habitação com vigilância eletrónica e suspenso de funções, o arguido terá, segundo a acusação, forjado a realização de obras ou melhoramentos em centros de saúde da região Norte que nunca se realizaram.

A acusação nota ainda que foram "múltiplas" as situações em que o arguido fez constar dos documentos que submetia para apreciação superior a aplicação de materiais ou equipamentos que não foram utilizados ou foram por valores substancialmente inferiores.

Com estes procedimentos conseguiu centenas de milhares euros, sustentou o Ministério Público.

"Limitado pela exigência legal que impede a adjudicação por ajuste direto de obras de valor superior a 150 mil euros, instruía os empreiteiros com quem se conluiava para constituírem novas empresas para permitir a contratação e contornar aquela imposição legal", lê-se ainda.

Após uma busca realizada à sua casa e a um cofre instalado num banco, as autoridades encontraram mais de 500 mil euros em dinheiro, dezenas de relógios de elevado valor e objetos em ouro.

No início do julgamento, em maio, o arguido confessou os factos, revelando a existência de um "esquema generalizado de corrupção na adjudicação de obras" na ARS-Norte.

O suspeito confessou que recebia o dinheiro em envelopes, após o fim das obras.

No âmbito deste processo, o Ministério Público (MP) acusou outro arguido de um crime de corrupção ativa.

A leitura da decisão judicial está marcada para as 14:00 no Juízo 3 do Tribunal de São João Novo, no Porto.

SYF // JGJ

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

"Escaravelho" do castanheiro ameaça produção de castanha em freguesia de Valpaços

Os produtores de castanha continuam preocupados com as pragas nos castanheiros. Na zona de Carrazedo de Montenegro, em Valpaços, que é conhecida como a capital da castanha judia, as atenções centram-se numa praga conhecida como "escaravelho" do castanheiro que seca a árvore e destrói a produção.

Rui Moreira diz que urgente realojar restantes moradores do bairro do Aleixo

Rui Moreira explicou na reunião diz que a decisão de urgência de realojar todos os moradores das três restantes torres do bairro do Aleixo deveu-se à queda inesperada de partes das fachadas dos edifícios. O autarca do Porto adiantou no entanto que pelo menos para já não pretende extinguir o fundo criado em 2009 para resolver o problema do bairro.

Escolas do Norte do país encerradas devido a falta de funcionários

Uma escola em Braga e outra na Póvoa de Varzim não abriram, esta segunda-feira, devido a falta de funcionários. A carência de auxiliares é um dos problemas que está a marcar o arranque do ano letivo, bem como os protestos dos professores e pelos atrasos na entrega dos manuais escolares.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.