Jornal Diário Jornal das 13

Bruxelas revê em alta crescimento na zona euro para valor mais alto da década

| Economia
Porto Canal com Lusa

Bruxelas, 09 nov (Lusa) -- A Comissão Europeia reviu hoje em alta as projeções de crescimento económico da zona euro para 2017, que estima agora que atinja os 2,2%, "o ritmo mais rápido numa década" e significativamente acima das previsões da primavera (1,7%).

Nas previsões económicas de outono hoje divulgadas em Bruxelas, o executivo comunitário melhora também largamente as perspetivas de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do conjunto da União Europeia a 28, esperando um valor de 2,3% para o corrente ano, quando nas previsões da primavera, divulgadas em maio, perspetivava 1,9%.

Bruxelas espera que o crescimento económico mantenha o mesmo ritmo nos próximos dois anos tanto na zona euro como no conjunto da UE, projetando valores de 2,1% para 2018 e de 1,9% em 2019, em ambos os casos, o que representa também uma revisão em alta relativamente às anteriores previsões (na primavera avançava com projeções de crescimento do PIB para o próximo ano de 1,8% na zona euro e de 1,9% na UE).

Num primeiro comentário às previsões de outono, o comissário europeu dos Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, apontou que, "após cinco anos de uma retoma moderada, o crescimento europeu entrou numa fase de aceleração", com "boas notícias" em várias frentes -- "o número de empregos aumentou, o investimento subiu e as finanças públicas estão a ser fortalecidas" -, mas advertiu que "o nível elevado da dívida e o fraco crescimento dos salários continuam a ser um problema".

ACC // CSJ

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Eixo Atlântico quer ligação direta entre a Linha do Minho e o Aeroporto do Porto

O eixo atlântico quer uma ligação direta entre a Linha do Minho e o Aeroporto do Porto. Esta é uma das propostas que o grupo de autarcas do Norte de Portugal e da Galiza já levou ao Ministro do Planeamento e das Infraestruturas e que pode vir a ser incluída no Programa Nacional de Investimentos 2030.

Hotéis com menor taxa de ocupação mas preços mais altos num julho "frio"

A taxa de ocupação na hotelaria portuguesa recuou 2,3 pontos percentuais em julho face ao mês homólogo, para 80%, mas o preço médio por quarto ocupado aumentou 11%, para 117 euros, divulgou esta segunda-feira a associação setorial.

Portugal com segunda menor taxa de vagas de emprego no 2º trimestre

A taxa de vagas de emprego no segundo trimestre fixou-se nos 2,1% na zona euro e nos 2,2% na União Europeia (UE), com Portugal a apresentar a segunda mais fraca (0,9%), segundo o Eurostat.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.