Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Guimarães Jazz abre hoje com Nels Cline em edição que assinala cem anos de discos

| Norte
Porto Canal com Lusa

Guimarães, Braga, 08 nov (Lusa) -- O Guimarães Jazz dá hoje início à 26.ª edição, com uma programação que celebra os cem anos do primeiro registo discográfico do género musical, e abre com Nels Cline.

Assim, o músico Nels Cline, considerado pela Rolling Stone um dos 100 maiores guitarristas de sempre, vai subir hoje à noite ao palco do grande auditório do CCVF para abrir o Guimarães Jazz deste ano, acompanhado pela Orquestra de Guimarães.

No dia seguinte, o evento celebra o centenário da primeira edição de jazz da história -- pela Original Dixieland Jass Band -- com o espetáculo "Jazz -- The Story", pela All Star Orchestra, que conta com os saxofonistas Vincent Herring e James Carter, e com o contrabaixista Kenny Davis.

A 10 de novembro atua em Guimarães o baterista Andrew Cyrille em quarteto, seguido pela banda Mostly Other People Do The Killing, em septeto pela primeira vez em Portugal.

O Guimarães Jazz vai ainda contar com as presenças de Jan Garbarek e Allison Miller, antes de terminar com o espetáculo "Real Enemies", de Darcy James Argue com a 'big band' Secret Society.

No pequeno auditório vão atuar os VEIN, a 11 de novembro, com o saxofonista Rick Margitza, e o quarteto de Jeff Lederer e Joe Fiedler, acompanhado pela vocalista Mary LaRose, no dia 18 novembro.

"Em 2017, a matriz programática do festival passa pela sinalização dos cem anos decorridos desde a gravação do primeiro registo discográfico de um género musical, até aí quase absolutamente desconhecido e ainda impreciso terminologicamente, a que se convencionou chamar 'jazz'", escreve a organização do festival.

Os organizadores acrescentam que "apesar da irrelevância do acontecimento em termos estritamente musicais, a gravação da Original Dixieland Jass Band corresponde, numa dimensão simbólica, à fundação de uma linguagem musical autónoma", que "mudaria para sempre" a história do jazz.

TDI // MAG

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

Câmara de Famalicão exige que Governo pague municipalização de estradas nacionais

A Câmara de Famalicão recorreu à justiça para exigir que o Estado pague o valor da contrapartida acordada pela municipalização de estradas nacionais. A autarquia pede em tribunal mais de dois milhões e meio de euros. A infraestrutturas de Portugal diz que aguarda a decisão judicial.

Funcionárias denunciam casos de assédio sexual e de falta de higiene em IPSS de Ponte de Lima

Várias funcionárias da Casa da Caridade de Ponte de Lima acusam o Presidente da Direção de assédio sexual e dizem ainda que há falta de condições no lar de idosos. Garantem que chove no interior do edifício e que há ratos e baratas nos alimentos. A queixa já chegou ao Ministério Público.

Povo indignado tranca padre em centro paroquial em Vila das Aves

O padre de Vilas das Aves, em Santo Tirso, foi retido por populares no edifício do centro paroquial, por se recusar a realizar um funeral marcado para esta sexta-feira. Tudo porque as cerimónias fúnebres coincidiam com a visita do Bispo Auxiliar de Braga à paróquia.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.