Jornal Diário Jornal das 13

Toda a costa portuguesa sob 'aviso amarelo' devido à agitação marítima no fim de semana

Toda a costa portuguesa sob 'aviso amarelo' devido à agitação marítima no fim de semana
| País
Porto Canal com Lusa

Toda a costa portuguesa vai estar sob 'aviso amarelo' no sábado e no domingo por causa da agitação marítima, prevendo-se ondas até cinco metros, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa, Setúbal, Beja e Faro vão estar sob 'aviso amarelo' entre as 06:00 de sábado e as 09:00 de domingo.

Para estes distritos, está prevista agitação marítima com ondas de noroeste com 04 a 05 metros.

O aviso amarelo, o terceiro de uma escala de quatro, indica situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O IPMA prevê para hoje no céu geralmente muito nublado, com abertas no Algarve a partir da tarde, períodos de chuva, em especial no Minho e Douro Litoral, e sendo fraca na região Sul.

Está também previsto vento fraco a moderado predominando de sudoeste, soprando moderado a forte nas terras altas, em especial a partir da tarde, e tornando-se do quadrante oeste para o final do dia.

A previsão aponta ainda para neblina ou nevoeiro em alguns locais, subida da temperatura mínima nas regiões Norte e Centro e pequena subida da máxima.

No que diz respeito às temperaturas, a mínima vai variar entre 10 graus Celsius (em Bragança) e 18 (em Lisboa) e as máximas entre os 16 (na Guarda) e os 25 (em Beja e Santarém).

+ notícias: País

Tribunais portugueses têm falta de 256 magistrados do Ministério Público

Faltam mais de 250 magistrados nos tribunais. O Sindicato diz que está em causa a qualidade das investigações e que ministério Público pode não conseguir cumprir com as suas obrigações.

Professores avisam que "vem aí um tempo de luta que terá de ser muito intensa"

O secretário-geral da Fenprof, Mário Nogueira, avisou esta terça-feira que “vem aí um tempo de luta, que terá de ser muito intensa”, num plenário repleto de docentes, em Almada, que começou de manhã e durou até à hora do almoço.

Funcionária de uma empresa em Santa Maria da Feira queixa-se de retaliação após ordem judicial

Uma funcionária de uma empresa de cortiça de Santa Maria da Feira continua a queixar-se de retaliação, uma vez que, foi despedida ilegalmente e depois novamente integrada na empresa por ordem judicial mas está sujeita a trabalhos bem diferentes das outras colegas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.