Jornal Diário Jornal das 13

Polícia Judiciária detém cinco suspeitos de sequestrar e roubar casal idoso em Viana do Castelo

Polícia Judiciária detém cinco suspeitos de sequestrar e roubar casal idoso em Viana do Castelo
| Norte
Porto Canal com Lusa

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta quarta-feira a detenção, em colaboração da PSP, de cinco suspeitos de sequestrar e roubar um casal de idosos de Viana do Castelo, atuando encapuzados e munidos de arma de fogo.

Contactada pela agência Lusa, fonte de PJ de Braga adiantou que o caso ocorreu cerca das 03:00 de terça-feira, na residência do casal, sendo que a mulher se encontra "acamada" e o marido "teve de receber tratamento hospitalar".

A mesma fonte adiantou que os cinco elementos do "grupo violento", com idades entre os 21 e os 43 anos e detidos na terça-feira "durante a tarde/noite", são todos residentes em Viana do Castelo" e vão ser presentes, na quinta-feira, às autoridades judiciárias para interrogatório e aplicação de medidas de coação tidas por adequadas.

Em comunicado, a PJ revelou que "o casal foi surpreendido pelo grupo de assaltantes, que atuaram encapuzados e armados, tendo sofrido agressões físicas e sido privado da liberdade enquanto lhes roubaram vários objetos, nomeadamente em ouro, alguns já recuperados".

Fonte do Comando Distrital da PSP de Viana do Castelo disse que o casal, "com idades entre os 70 e os 80, reside na Areosa e que os suspeitos agora detidos residem na cidade de Viana do Castelo".

Aquela fonte explicou que "a PSP tomou conta da ocorrência e recolheu os primeiros indícios do crime.

O caso passou depois para a alçada da PJ de Braga por ter sido praticado com arma fogo, "utilizada para ameaçar o casal de idosos".

+ notícias: Norte

"Escaravelho" do castanheiro ameaça produção de castanha em freguesia de Valpaços

Os produtores de castanha continuam preocupados com as pragas nos castanheiros. Na zona de Carrazedo de Montenegro, em Valpaços, que é conhecida como a capital da castanha judia, as atenções centram-se numa praga conhecida como "escaravelho" do castanheiro que seca a árvore e destrói a produção.

Rui Moreira diz que urgente realojar restantes moradores do bairro do Aleixo

Rui Moreira explicou na reunião diz que a decisão de urgência de realojar todos os moradores das três restantes torres do bairro do Aleixo deveu-se à queda inesperada de partes das fachadas dos edifícios. O autarca do Porto adiantou no entanto que pelo menos para já não pretende extinguir o fundo criado em 2009 para resolver o problema do bairro.

Escolas do Norte do país encerradas devido a falta de funcionários

Uma escola em Braga e outra na Póvoa de Varzim não abriram, esta segunda-feira, devido a falta de funcionários. A carência de auxiliares é um dos problemas que está a marcar o arranque do ano letivo, bem como os protestos dos professores e pelos atrasos na entrega dos manuais escolares.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.