Jornal Diário Jornal das 13

Provável novo chanceler da Áustria não tem idade para ser Presidente

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Viena, 13 out (Lusa) -- O provável futuro chefe do Governo austríaco, Sebastian Kurz, não tem idade para se candidatar à presidência do seu país.

Todas as sondagens dão a vitória ao partido de Kurz, o ÖVP (conservador), nas legislativas do próximo domingo. Essa vitória elevará, Kurz, aos 31 anos, completados em agosto, ao cargo de chanceler (tal como Portugal, a Áustria tem um mínimo de idade de 35 anos para a presidência, mas não para outros cargos políticos).

Será um triunfo pessoal do "wunderkind" (menino-prodígio) da política austríaca. Antes de Kurz assumir a liderança do partido, em maio, o ÖVP era terceiro nas sondagens, atrás dos seus parceiros de coligação socialistas e da extrema-direita. A sua ascensão resultou num salto de dez pontos na sondagens para o partido.

A campanha de Kurz foi muito personalizada. Nem o nome nem a sigla do partido aparecem em muitos dos cartazes do ÖVP -- só a referência a "Kurz 2017".

A votação de domingo será o zénite de uma carreira política rápida e fulgurante. Nascido em Viena em 1986, Kurz começou por se destacar na juventude partidária do ÖVP. Esse protagonismo valeu-lhe, em 2011, a nomeação para o recém-criado posto de secretário de Estado da Integração. Dois anos depois, foi promovido a ministro dos Negócios Estrangeiros -- o mais jovem de sempre da União Europeia.

Como chefe da diplomacia austríaca, Kurz foi anfitrião das negociações do acordo nuclear entre o Irão e o Ocidente. Kurz também assumiu uma posição de linha dura na crise dos refugiados, entrando em choque com a vizinha Alemanha.

Em maio deste ano, o então líder do ÖVP, Reinhold Mitterlehner, demitiu-se. Kurz era já o seu sucessor natural, mas só aceitou o posto depois de impor uma série de condições. Kurz obteve poderes invulgares para o líder de um partido austríaco -- por exemplo, a autoridade de definir as listas de candidatos, contornando as lideranças do partido a nível estadual.

"Sou jovem e portanto impaciente", disse Kurz numa entrevista ao jornal "Die Presse".

PGR // PJA

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Mais de mil milhões de pessoas em risco devido a falta de refrigeração

Mais de 1,1 mil milhões de pessoas em 52 países enfrentam riscos significativos por falta de acesso a refrigeração, incluindo a morte, segundo uma perita das Nações Unidas.

Justiça alemã extradita Puigdemont, mas apenas por delito de peculato

O tribunal alemão de Schleswig-Holstein decidiu hoje extraditar para Espanha o ex-presidente catalão Carles Puigdemont por um alegado delito de peculato (desvio de fundos), mas não pelo crime de rebelião, segundo a agência Efe.

Tailândia: Todos os rapazes e treinador retirados da gruta

Todos os 12 jovens jogadores de futebol e o treinador que ficaram há duas semanas encurralados numa gruta no norte da Tailândia estão a salvo, segundo as autoridades tailandesas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.