Jornal Diário Jornal das 13

PS propõe Maria Emília Brederode dos Santos para liderar Conselho Nacional de Educação

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 13 out (Lusa) - O PS vai propor Maria Emília Brederode Santos para o lugar de presidente do Conselho Nacional de Educação, substituindo nestas funções o antigo ministro social-democrata David Justino, disse hoje à agência Lusa fonte socialista.

Maria Emília Brederode Santos é já atualmente conselheira e uma das coordenadoras do Conselho Nacional de Educação, cuja nova equipa é eleita no próximo dia 20 por maioria absoluta dos 230 deputados.

Ou seja, a nova equipa do Conselho Nacional de Educação precisa apenas de um acordo entre as bancadas de esquerda (PS, PCP, BE e PEV) para ser eleita e não por dois terços (com obrigatório consenso do PSD), como acontece para outros órgãos externos, casos do Conselho de Fiscalização do Sistema de Informações da República ou a Entidade Reguladora da Comunicação Social.

Maria Emília Brederode Santos, que substituirá David Justino, presidente do Conselho Nacional de Educação desde 2013, é mulher do falecido antigo ministro dos Negócios Estrangeiros Medeiros Ferreira, e desempenhou as funções de presidente do Instituto de Inovação Educacional do Ministério da Educação entre 1997 a 2002.

Entre outros lugares, Maria Emília Brederode dos Santos foi representante do Ministério da Educação na Comissão Nacional para a Educação em matéria de Direitos Humanos entre 1998 e 2004 e diretora pedagógica do programa televisivo e da revista Rua Sésamo (da RTP).

PMF // ZO

Lusa/fim

+ notícias: Política

Ministro diz que Traje à Vianesa tem condições para ser candidato a património mundial

O ministro da Cultura afirmou este sábado, em Viana do Castelo, onde marcou presença no cortejo da Romaria d' Agonia, que o Traje à Vianesa "tem todas as condições" para integrar a lista indicativa de Portugal a Património Mundial.

Governo decreta dispensa de trabalhadores que sejam bombeiros nos distritos em alerta

O Governo determinou esta sexta-feira a dispensa de funcionários públicos e do setor privado que sejam ao mesmo tempo bombeiros nos distritos em alerta vermelho "face ao significativo agravamento do risco de incêndio florestal".

BE quer aproximar salários dos trabalhadores aos dos gestores

O Bloco de Esquerda (BE) quer diminuir a desigualdade salarial entre os gestores e os trabalhadores da mesma empresa em Portugal, avançando com um projeto de lei que abre a porta à fixação de rácios.

Atualizado 18-08-2018 11:50

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.