Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Exportações chinesas subiram 9% e importações 19,5% em setembro

| Economia
Porto Canal com Lusa

Pequim, 13 out (Lusa) - As exportações chinesas aumentaram 9%, em setembro, face ao mesmo mês do ano passado, enquanto as importações subiram 19,5%, segundo dados publicados hoje pelo Gabinete Nacional de Estatísticas (GNE) chinês.

No mesmo mês, o superavit da segunda maior economia mundial ascendeu a 193.000 milhões de yuan (24.700 milhões de euros), uma queda homologa de 28%.

Os analistas justificam o aumento das exportações chinesas pela recuperação económica nos principais parceiros comerciais do país, como a União Europeia e os Estados Unidos.

No conjunto dos primeiros nove meses do ano, as exportações registaram uma subida homologa de 12,4%, enquanto as importações cresceram 22,3%, segundo os dados do GNE.

Entre janeiro e setembro, as vendas da China ao exterior ascenderam a 11,16 biliões de yuan (1,43 biliões de euros), e as importações a 9,13 biliões de yuan (1,17 biliões de euros).

No mesmo período, o superavit comercial fixou-se em 2,03 biliões de yuan (260.000 milhões de euros), uma queda homologa de 17,7%.

JOYP // FV.

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Pensões aumentam entre 1% e 1,8% em janeiro

As pensões vão aumentar entre 1% e 1,8% em janeiro de 2018, ligeiramente acima do valor inicialmente previsto pelo Governo, segundo cálculos feitos com base nos valores da inflação publicados hoje pelo INE.

Subida de preços acelera em novembro

A variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) foi de 1,5% em novembro, 0,1 pontos percentuais acima de outubro, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Transportes vão ter aumento máximo de 2,5 por cento em 2018

O preço dos bilhetes dos transportes públicos vai aumentar no próximo ano num máximo de 2,5 por cento, segundo um despacho do Governo, embora os cartões Lisboa Viva, Viva Viagem/7 Colinas e Andante não sofram aumentos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS