Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Principal índice de Tóquio supera 21.000 pontos pela primeira vez em quase 21 anos

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Tóquio, 13 out (Lusa) -- O principal índice da bolsa de Tóquio, o Nikkei, superou hoje a marca de 21.000 pontos pela primeira vez desde dezembro de 1996, impulsionado pelas boas perspetivas relativamente à terceira economia mundial e pelos ganhos das empresas japonesas.

Às 11:00 (03:00 em Lisboa), duas horas após a abertura do mercado, o índice de referência da praça financeira de Tóquio valorizava 63,08 pontos, ou 0,30%, cotando-se nos 21.017,80 pontos.

O segundo indicador, o Topix, avançava 0,47 pontos, ou 0,03%, até aos 1.700,60 pontos.

Apesar de a ter arrancado praticamente inalterado, o Nikkei recuperou rapidamente devido ao otimismo generalizado entre os investidores.

Esse otimismo resulta dos prometedores indicadores sobre a terceira economia mundial e da possibilidade de o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, renovar o seu mandato após as eleições do próximo dia 22, o que permitiria a continuidade da ambiciosa estratégia de crescimento económico conhecida como "Abenomics".

De acordo com analistas, algumas empresas japonesas, incluindo as tecnológicas Sony, Sony, Nintendo e Kyocera ou a transportadora aérea JAL, deverão anunciar sólidos ganhos nos resultados que vão começar a divulgar nas próximas semanas.

Em paralelo, o dólar norte-americano manteve-se na faixa dos 112 ienes, uma tendência que favorece o músculo exportador do Japão.

DM // EJ

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Madrid decide intervir e convocar eleições regionais até daqui a seis meses

O Governo espanhol decidiu este sábado assumir a gestão corrente do executivo regional da Catalunha, o que inclui a competência de dissolver o parlamento regional e convocar eleições no prazo de seis meses.

Vários feridos em ataque na Alemanha

Várias pessoas ficaram feridas este sábado na cidade alemã de Munique devido a um ataque com uma faca por um homem que fugiu depois do crime, de acordo com as forças de segurança locais.

Catalunha: Quase 1.200 empresas mudaram a sede social desde o referendo

Perto de 1.200 empresas iniciaram o processo para retirarem a sede social da Catalunha em menos de três semanas de crise política, desde o referendo sobre a independência, indicam dados divulgados hoje pelo registo comercial espanhol.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS

Consultório

Como prevenir a gripe - medicamentos e...

Nota Alta

Mazgani - "The Faintest Light"