Jornal Diário Jornal das 13

Principal índice de Tóquio supera 21.000 pontos pela primeira vez em quase 21 anos

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Tóquio, 13 out (Lusa) -- O principal índice da bolsa de Tóquio, o Nikkei, superou hoje a marca de 21.000 pontos pela primeira vez desde dezembro de 1996, impulsionado pelas boas perspetivas relativamente à terceira economia mundial e pelos ganhos das empresas japonesas.

Às 11:00 (03:00 em Lisboa), duas horas após a abertura do mercado, o índice de referência da praça financeira de Tóquio valorizava 63,08 pontos, ou 0,30%, cotando-se nos 21.017,80 pontos.

O segundo indicador, o Topix, avançava 0,47 pontos, ou 0,03%, até aos 1.700,60 pontos.

Apesar de a ter arrancado praticamente inalterado, o Nikkei recuperou rapidamente devido ao otimismo generalizado entre os investidores.

Esse otimismo resulta dos prometedores indicadores sobre a terceira economia mundial e da possibilidade de o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, renovar o seu mandato após as eleições do próximo dia 22, o que permitiria a continuidade da ambiciosa estratégia de crescimento económico conhecida como "Abenomics".

De acordo com analistas, algumas empresas japonesas, incluindo as tecnológicas Sony, Sony, Nintendo e Kyocera ou a transportadora aérea JAL, deverão anunciar sólidos ganhos nos resultados que vão começar a divulgar nas próximas semanas.

Em paralelo, o dólar norte-americano manteve-se na faixa dos 112 ienes, uma tendência que favorece o músculo exportador do Japão.

DM // EJ

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Epidemia de cólera mata cerca de 100 pessoas na Nigéria

Uma epidemia de cólera matou quase 100 pessoas nas últimas duas semanas no nordeste da Nigéria, uma região devastada pelas ações do grupo extremista Boko Haram, informou este sábado a ONU.

Trabalhadores do McDonald's fizeram greve nos EUA contra o assédio sexual

Trabalhadores do McDonald's realizaram, na terça-feira, em dez cidades norte-americanas, uma greve laboral contra o assédio sexual na empresa, em consonância com o movimento #MeToo.

Chuvas na Nigéria provocam 100 mortos, autoridades estimam que número aumente

As autoridades nigerianas afirmaram que 100 pessoas morreram devido às inundações provocadas pelas chuvas fortes que se fizeram sentir no país nos últimos dias.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.