Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Conselho de Ministros aprovou orçamento depois de mais de 14 horas de reunião

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 13 out (Lusa) - O Conselho de Ministros aprovou hoje a proposta do Orçamento do Estado para 2018 (OE2018), numa reunião que começou na quinta-feira de manhã e durou mais de 14 horas, confirmou à agência Lusa fonte do executivo socialista.

"O Conselho de Ministros aprovou, esta quinta-feira, a Proposta de Lei do Orçamento do Estado para 2018, o Relatório que o acompanha, as Grandes Opções do Plano e o Quadro Plurianual de Programação Orçamental", refere o comunicado, a que a agência Lusa teve acesso.

A reunião do Governo começou cerca das 09:30 de quinta-feira, na Presidência do Conselho de Ministros, em Lisboa, e terminou já depois da meia-noite, apenas com uma curta paragem para jantar.

A proposta do OE2018 aprovada pelo Governo será hoje entregue na Assembleia da República, estando prevista depois uma apresentação pública do documento pelo ministro das Finanças, Mário Centeno.

Uma comitiva do executivo socialista revelou na quarta-feira as linhas gerais do documento aos partidos com representação na Assembleia da República, numa maratona de reuniões que terminou com as declarações aos jornalistas do secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Pedro Nuno Santos, que afirmou que a proposta do OE2018 prevê uma taxa de crescimento das maiores do milénio.

A votação final do global do Orçamento do Estado de 2018 está prevista para 28 de novembro, após um mês de debate na especialidade e da votação na generalidade, a 03 de novembro.

A apresentação do documento, no parlamento, pelo ministro das Finanças, Mário Centeno, está agendada para 24 de outubro, na comissão de Orçamento e Finanças.

No dia seguinte, 25 de outubro, será o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, a apresentar o orçamento na mesma comissão.

Depois da votação na generalidade, com debate previsto para 02 e 03 de novembro, segue-se a discussão setorial, ministério a ministério, nas comissões respetivas.

As votações na especialidade, resultado de eventuais alterações propostas pelos partidos e aceites pela maioria, estão agendadas para 23, 24 e 27 de novembro.

JF (NS) // ARA

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Marcelo Rebelo de Sousa deixa hospital de Braga e cancela agenda do fim de semana

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, já deixou o hospital de Braga onde foi observado depois de se ter sentido mal ao final da manhã, tendo o próprio explicado aos jornalistas que teve uma gastroenterite aguda e anunciado o cancelamento da restante agenda para o fim de semana.

Jerónimo de Sousa diz que não “assina de cruz” o Orçamento do Estado para 2019

O secretário-geral do PCP afirmou, na sexta-feira ao fim da noite, que não irá "assinar de cruz" o Orçamento do Estado (OE) para 2019 e lembrou que não se pode pronunciar sobre algo que ainda não existe.

Rui Rio diz que não fala de "questões internas" do PSD em circunstância alguma

O presidente do PSD salientou esta sexta-feira que não fala sobre “questões internas” do partido “em circunstância nenhuma”, quando questionado sobre se houve falta de concertação entre a bancada e a direção na aprovação do projeto do CDS-PP sobre combustíveis.

Atualizado 23-06-2018 11:58

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS