Jornal Diário Jornal das 13

Soflusa diz que ligação fluvial entre Barreiro e Lisboa será normalizada sexta-feira

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 12 out (Lusa) -- A empresa Soflusa anunciou hoje que a ligação fluvial entre o Barreiro e Lisboa vai regressar à normalidade a partir de sexta-feira, estando disponíveis seis navios para assegurar todas as carreiras nas horas de ponta da manhã e da tarde.

"O navio 'Damião de Goes' saiu hoje do estaleiro, já se encontrando devidamente certificado e pronto a retomar a operação. O navio entrará ao serviço pelas 06:00 do dia 13 de outubro, permitindo à Soflusa repor a normalidade na ligação fluvial do Barreiro/Terreiro do Paço nas horas de ponta", refere a empresa num comunicado enviado à Lusa.

Depois de a empresa ter estado a operar no início da semana com apenas quatro navios, o que causou diversos problemas aos utentes, desde quarta-feira à tarde que estão cinco disponíveis, com a empresa Transtejo a ceder o navio 'Cesário Verde'.

"A empresa aguarda ainda, a todo o momento, pela conclusão da inspeção subaquática do navio 'Jorge de Sena', sendo expectável que o navio retome a operação durante o dia de sexta-feira". Acrescenta.

Fonte oficial da empresa explicou que o navio cedido pela Transtejo vai deixar de ser necessário assim que o 'Jorge de Sena' esteja disponível para entrar ao serviço.

"Ficará, assim, reposta a operacionalidade da frota, com os seis navios necessários a assegurar a ligação Barreiro/Terreiro do Paço nas horas de ponta. A Soflusa agradece a compreensão dos seus passageiros para as dificuldades vividas durante os últimos dias", concluiu.

A Soflusa faz a ligação entre o Barreiro e Lisboa, enquanto a Transtejo é a empresa responsável pelas ligações do Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão à capital.

AJO // ARA

Lusa/Fim

+ notícias: País

Governo mantém proibição de fogo-de-artifício nos distritos em alerta vermelho

O Governo esclareceu este domingo que até ao dia 22 de agosto, data até à qual vigora o alerta vermelho devido ao risco de incêndio em sete distritos, se mantém a proibição do uso de fogo-de-artifício.

Mais de 70 patrulhas militares reforçam prevenção de incêndios

Mais de 70 patrulhas militares (19 da Marinha e 53 do Exército), num total de 226 militares, estão no terreno desde este sábado e até ao dia 25 para apoiar a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) na prevenção de incêndios.

Famílias com bebés recém-nascidos recebem apoio de projeto solidário

Várias famílias carenciadas com bebés recém-nascidos, de Norte a Sul do país, estão a ser apoiadas durante um ano por um projeto inovador. O Porto Canal foi conhecer o caso do Moisés, um bebé de quatro meses que recebeu um cabaz com vários produtos, sendo que para os pais esta é uma ajuda preciosa.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.