Jornal Diário Jornal das 13

Parte dos manifestantes de forças de segurança saiem do Ministério das Finanças para a AR

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 12 out (Lusa) - Uma parte dos manifestantes de forças de segurança que hoje estão concentrados junto do Ministério das Finanças, em Lisboa, começou a retirar-se do local cerca das 20:15 e a dirigir-se para a Assembleia da República.

Uma parte do forte dispositivo policial instalado na praça do Comércio, junto do Ministério das Finanças, bem como da Justiça e Administração interna, acompanhava os manifestantes no percurso até ao parlamento.

Na praça do Comércio permaneciam centenas de participantes na manifestação e também do dispositivo de segurança, que incluía membros do Corpo de Intervenção e veículos da Unidade Especial de Polícia.

Até àquela hora, os manifestantes ainda não tinham sido atendidos na exigência de serem recebidos pelo ministro das Finanças, a quem pretendem entregar uma carta reivindicativa de descongelamento das carreiras.

O protesto conta também com a participação de outros sindicatos da PSP e da GNR que não fazem parte da CCP.

A manifestação iniciou-se cerca das 18:30 no Marquês de Pombal e inclui elementos da PSP, GNR, SEF, ASAE, Polícia Marítima e guarda prisional.

FP/CMP/HB // ARA

Lusa/Fim

+ notícias: País

Taxistas abertos a diálogo se lei incluir a definição de contigentes de carros

Os motoristas de táxi estão dispostos a pôr fim aos protestos que duram há três dias se a lei passar a contemplar a fixação, pelos municípios, do contingente de carros para aluguer de passageiros, disse um dirigente associativo.

Passageiros do Alfa Pendular de Lisboa a Braga obrigados a mudar de comboio no Porto

Os passageiros da CP (Comboios de Portugal) que pagam bilhete para o Alfa Pendular de Lisboa para Braga, são obrigados a prosseguir viagem, a partir do Porto, num comboio suburbano. Nas últimas semanas a situação tem sido recorrente, o que deixa os passageiros indignados.

Chamas na Covilhã controladas, parque de campismo vai reabrir

O incêndio que deflagrou este sábado na zona da Covilhã, Castelo Branco, está controlado e em fase de rescaldo e vigilância, disse à Lusa o presidente da Câmara da Covilhã, Vítor Pereira.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.