Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

CDS-PP diz que "ministra está já demitida"

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 12 out (Lusa) - O líder parlamentar do CDS-PP, Nuno Magalhães, defendeu hoje que, perante as conclusões da comissão independente aos incêndios na região centro e as declarações do primeiro-ministro, a ministra da Administração Interna "já está demitida, só não sabe quando".

"Acho que perante este relatório e perante até as respostas do senhor primeiro-ministro a senhora ministra da Administração Interna já está demitida, só não sabe é quando", afirmou Nuno Magalhães aos jornalistas, em conferência de imprensa, no parlamento.

Numa "leitura preliminar" ao relatório da comissão técnica independente sobre os incêndios ocorridos em junho em Pedrógão Grande e Góis, o CDS entende que ficou "claro que houve falha de planeamento, houve falha de comando, houve falha de ação, houve falha de meios no local certo e no momento certo".

"Em suma, falhou a competência", vincou.

ACL // ZO

Lusa/Fim

+ notícias: País

Produtores do nordeste algarvio estão endividados e reclamam medidas para enfrentar a seca

Os produtores do nordeste algarvio, no distrito de Faro, reclamam medidas urgentes do Governo para enfrentar a seca e dizem que a falta de água naquele território está a fazer com que muitos fiquem endividados.

Identificados 70 bares e discotecas que representam risco de segurança pública

A PSP e a GNR identificaram 70 bares e discotecas em Lisboa, Porto e Albufeira, que representam risco para a segurança pública, no âmbito de uma avaliação pedida pelo Ministério da Administração Interna, em dezembro.

Portugueses compraram em 2017 mais 1,4 milhões de medicamentos do que em 2016

O Estado pagou mais de 24 milhões de euros pelas comparticipações dos medicamentos vendidos nas farmácias no ano passado. Os dados foram revelados pelo Infarmed que dá ainda conta de que no ano anterior, os portugueses compraram mais 150 milhões de embalagens de medicamentos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS