Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

PSD diz que "Estado falhou" e responsabiliza MAI e primeiro-ministro

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 12 out (Lusa) - O PSD considerou hoje que o relatório da Comissão Técnica Independente sobre os incêndios confirma que "o Estado falhou" e apontou como responsáveis a ministra da Administração Interna e o primeiro-ministro, que a mantém em funções.

"O PSD não pede a demissão da ministra da Administração Interna porque o PSD não pede a demissão de nenhum membro do Governo, mas chama a atenção de que, a partir do momento em que temos este relatório nas nossas mãos, é absolutamente impossível que o poder político fique alheado destas conclusões", afirmou o vice-presidente da bancada do PSD Carlos Abreu Amorim, em conferência de imprensa no parlamento.

O social-democrata defendeu ainda que, perante as conclusões do relatório hoje divulgado, "está tecnicamente provado" que "o Estado falhou" e, portanto, deve assumir as suas responsabilidades.

Questionado se o PSD pretende o pagamento imediato de indemnizações às vítimas dos incêndios que deflagraram em Pedrógão Grande, Carlos Abreu Amorim denunciou o que classificou como "boicote parlamentar" do PS.

De acordo com o deputado do PSD, na quarta-feira à noite, na Comissão de Agricultura, o PS apresentou uma série de iniciativas que "esvaziam" um diploma já aprovado na generalidade - com o acordo de PSD, CDS, PCP e BE - e que previa a criação de um mecanismo extrajudicial para um pagamento das indemnizações em cerca de seis meses.

"Aquilo que vai existir com este boicote parlamentar do PS, a que os partidos de extrema-esquerda aderiram, foi que as regras normais da indemnização é que vão passar a ser aplicadas nos casos dos lesados de Pedrógão", acusou, considerando que em vez de seis meses vão ter de esperar "anos e anos" até poderem ser indemnizados.

SMA // JPS

Lusa/fim

+ notícias: Política

Tempo de espera nas urgências vai contar no pagamento da tutela aos hospitais

O pagamento dos serviços de urgência aos hospitais do SNS que os prestem irá levar em conta a percentagem de episódios atendidos dentro do tempo de espera previsto no protocolo de triagem.

Costa elogia candidatura do Porto à EMA e diz que Europa nem sempre escolhe bem

Tunes, Tunísia, 20 nov (Lusa) - O primeiro-ministro elogiou hoje o percurso da candidatura do Porto para acolher a sede da Agência Europeia do Medicamento (EMA), apesar da derrota, e lamentou que a Europa nestes processos nem sempre faça as melhores escolhas.

Câmara do Porto sempre soube que conseguir sede da EMA era "batalha muito difícil"

Porto, 20 nov (Lusa) -- O presidente da Câmara do Porto, o independente Rui Moreira, assinalou hoje que a cidade entrou "na corrida" para acolher a sede da Agência Europeia do Medicamento (EMA) para ganhar, mas sempre soube que era uma "batalha muito difícil".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS