Jornal Diário Jornal das 13

Mota-Engil coloca cerca de 88 ME no mercado mexicano de obrigações à taxa de 1,965%

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 12 out (Lusa) -- A Mota-Engil anunciou hoje que realizou com sucesso a primeira colocação no mercado mexicano de obrigações no valor total de 1,95 mil milhões de pesos mexicanos (cerca de 88 milhões de euros) a uma taxa de 1,965%.

De acordo com a informação a que a agência Lusa teve acesso, a operação de securitização, que não envolve a banca comercial, está associada à PPP (parceria público-privada) Coatzacoalcos-Villahermosa e tem uma maturidade de 9,2 anos e uma taxa fixa com 'spread' (implícito à data de hoje) de 1,965% sobre obrigações de dívida pública mexicana com a mesma maturidade.

Esta PPP corresponde a um contrato plurianual de prestação de serviços que inclui duas componentes: uma relacionada com a reabilitação de 134,2 km de estrada e outra referente à manutenção da mesma via, num valor de 4574 milhões de pesos mexicanos (206 milhões de euros).

A emissão de novos títulos, com cotação na Bolsa Mexicana, está suportada num rating AAA por três agências.

De entre os investidores destacam-se Fundos de Pensões e Seguradoras, "numa demonstração da confiança na primeira operação de securitização associada a um contrato, incluindo construção, ao abrigo do novo regime legal mexicano de PPP".

ICO// ATR

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Uma em cada cinco livrarias da base de dados do Ministério da Cultura já não existe

Uma em cada cinco livrarias da base de dados do Ministério da Cultura sobre a rede livreira nacional já não existe e, das restantes, a tutela só tem conhecimento de um terço que cumpre os requisitos para ser livraria.

Desconvocada greve dos trabalhadores que fazem manutenção dos Alfa Pendular

A greve dos trabalhadores da Unidade de Manutenção de Alta Velocidade (UMAV) da Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário (EMEF) ao trabalho extraordinário, que começava este sábado, foi desconvocada após o anúncio de recrutamento de nove eletromecânicos.

Não param de aumentar os registos de alojamento local

Tem aumentado exponencialmente o número de registos de alojamento local em Portugal. Os proprietários estão a aproveitar enquanto a nova lei não entra em vigor. Com as novas regras, as autarquias passam a ter mais poderes e podem inclusive criar zonas nas cidades sem este tipo de alojamento.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.