Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Emissões líquidas de dívida atingiram 2 mil ME em agosto, devido a emissões do Estado

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 12 out (Lusa) -- As emissões líquidas de títulos por residentes somaram 2,02 mil milhões de euros em agosto, principalmente impulsionadas pelas emissões de dívida soberana, divulgou hoje o Banco de Portugal.

Segundo as estatísticas de emissões de títulos do Banco de Portugal (BdP), em agosto, o setor público destacou-se ao emitir 2,289 mil milhões de euros em dívida, quando em julho o valor tinha sido negativo em 527 milhões de euros (ou seja, nesse mês houve mais amortizações do que emissões).

Já as empresas (não financeiras) emitiram 30 milhões de euros em títulos de dívida em agosto, bem abaixo dos 500 milhões de julho.

Já o setor financeiro registou emissões líquidas negativas de 299 milhões de euros, o que significa que houve mais amortizações do que emissões. Em julho, o valor das emissões no setor financeiro tinha sido positivo em 1.151 milhões.

Comparando agosto deste ano com o mesmo mês de 2016 verifica-se que então o valor das emissões líquidas de títulos por residentes foi superior, 2,841 mil milhões de euros, também então devido sobretudo à dívida emitida pelo Estado.

IM// ATR

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Famílias numerosas dizem-se discriminadas no custo da água que consomem

As famílias numerosas dizem-se discriminadas no custo da água que consomem. Nos concelhos mais desiguais, sem tarifários familiares, o preço pode variar até 12 euros por pessoa. No Porto nem metade dos municípios têm este tipo de tarifário.

Parecer científico recomenda a suspensão da pesca da sardinha em 2018

A pesca da sardinha deverá ser proibida em 2018 em Portugal e Espanha, face à redução acentuada do 'stock' na última década, refere o parecer do Conselho Internacional para a Exploração do Mar (ICES) hoje divulgado.

Adelino Costa Matos diz que é "gritante" a falta de mão-de-obra qualificada a nível nacional

O Presidente da ANJE diz que em Portugal não existem jovens para trabalhar com formação profissional. Adelino Costa Matos afirma mesmo que a falta de mão-de-obra é "gritante".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS

Consultório

Como prevenir a gripe - medicamentos e...

Nota Alta

Mazgani - "The Faintest Light"