Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Subida de preços acelera para 1,4% em setembro

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 12 out (Lusa) -- A variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) aumentou 0,3 pontos percentuais para 1,4% em setembro, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Para este aumento, segundo o INE, contribuíram, por classes de despesa, as taxas de variação homóloga das classes dos Transportes e dos Produtos alimentares e bebidas não alcoólicas, com 2,6% e 1,1%, respetivamente (1,7% e 0,4% no mês anterior).

Em sentido oposto, o instituto assinala a redução da taxa de variação homóloga da classe do vestuário e calçado e do lazer, recreação e cultura, com -3,4% e 1,5%, respetivamente (-1,9% e 2,8% no mês anterior).

O indicador de inflação subjacente (que exclui os produtos alimentares não transformados e energéticos) registou uma variação homóloga de 1,3%, taxa idêntica à registada no mês anterior.

A variação mensal do IPC, por sua vez, foi de 0,9% (nula no mês anterior e 0,7% em setembro de 2016) e a variação média dos últimos 12 meses fixou-se em 1,2%, uma taxa superior em 0,1 pontos percentuais à registada no mês anterior.

O Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português registou uma variação homóloga de 1,6%, superior em 0,3 pontos percentuais ao mês anterior e superior em 0,1 pontos percentuais à estimativa do Eurostat para a área do Euro.

O IHPC registou uma variação mensal de 1,0% (0,2% no mês anterior e 0,7% em setembro de 2016) e uma variação média dos últimos doze meses de 1,3% (contra os 1,2% no mês anterior).

ICO // MSF

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Pensões aumentam entre 1% e 1,8% em janeiro

As pensões vão aumentar entre 1% e 1,8% em janeiro de 2018, ligeiramente acima do valor inicialmente previsto pelo Governo, segundo cálculos feitos com base nos valores da inflação publicados hoje pelo INE.

Subida de preços acelera em novembro

A variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) foi de 1,5% em novembro, 0,1 pontos percentuais acima de outubro, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Transportes vão ter aumento máximo de 2,5 por cento em 2018

O preço dos bilhetes dos transportes públicos vai aumentar no próximo ano num máximo de 2,5 por cento, segundo um despacho do Governo, embora os cartões Lisboa Viva, Viva Viagem/7 Colinas e Andante não sofram aumentos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS