Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Euribor mantêm-se a 3, 6 e 12 meses e caem a nove meses

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 12 out (Lusa) -- As taxas Euribor mantiveram-se hoje a três, seis e 12 meses e desceram a nove meses em relação a quarta-feira.

A Euribor a três meses, em valores negativos desde 21 de abril de 2015, manteve-se hoje pela sétima sessão consecutiva em -0,329%, contra o atual mínimo de sempre, de -0,332%, registado pela primeira vez em 10 de abril.

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação e que entrou em terreno negativo pela primeira vez em 06 de novembro de 2015, também se manteve, ao ser fixada em -0,274%, contra o atual mínimo de sempre, de -0,275%, verificado pela primeira vez em 08 de setembro.

A nove meses, a Euribor foi hoje fixada de novo em -0,222%, menos 0,001 pontos e atual mínimo de sempre, registado pela primeira vez em 9 de outubro.

No prazo de 12 meses, a taxa Euribor, que desceu para valores abaixo de zero pela primeira vez em 05 de fevereiro de 2015, foi hoje fixada de novo em -0,181%, o atual mínimo de sempre registado pela primeira vez em 10 de outubro.

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de 57 bancos da zona euro está disposto a emprestar dinheiro entre si no mercado interbancário.

MC // ATR

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Pensões aumentam entre 1% e 1,8% em janeiro

As pensões vão aumentar entre 1% e 1,8% em janeiro de 2018, ligeiramente acima do valor inicialmente previsto pelo Governo, segundo cálculos feitos com base nos valores da inflação publicados hoje pelo INE.

Subida de preços acelera em novembro

A variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) foi de 1,5% em novembro, 0,1 pontos percentuais acima de outubro, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Transportes vão ter aumento máximo de 2,5 por cento em 2018

O preço dos bilhetes dos transportes públicos vai aumentar no próximo ano num máximo de 2,5 por cento, segundo um despacho do Governo, embora os cartões Lisboa Viva, Viva Viagem/7 Colinas e Andante não sofram aumentos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS