Info

Fogo que ameaçou três fábricas na Trofa extinto

Fogo que ameaçou três fábricas na Trofa extinto
| Norte
Porto Canal com Lusa

O fogo que esta noite ameaçou três fábricas na Trofa, distrito do Porto, foi extinto, sem chegar aos edifícios, disse à Lusa o presidente da Câmara da Trofa, que exigiu "mais meios para as autarquias" no combate aos incêndios.

"Depois de momentos complicados, está extinto. E à primeira vista - ainda que seja necessário apurar junto dos responsáveis - não estão em causa empregos ou prejuízos elevados. Mas as causas também têm de ser apuradas", disse o presidente da Câmara, Sérgio Humberto.

Em causa está um incêndio que teve início de manhã em zona florestal na Trofa e alastrou ao início da noite às imediações de três fábricas localizadas no lugar de Lantemil, em Santiago de Bougado.

Duas das unidades fabris dedicam-se ao ramo alimentar e uma terceira opera no negócio do ar condicionado.

Cerca das 22:15, o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto indicou à agência Lusa que no terreno estavam 72 homens auxiliados por 19 viaturas de corporações de seis concelhos do distrito: Trofa, Santo Tirso, Ermesinde (Valongo), Póvoa de Varzim, Vila do Conde e Pedrouços (Maia).

Entretanto, o presidente da Câmara da Trofa apontou suspeitas sobre a origem deste e de outros fogos.

"Ontem [sábado] quando os Bombeiros Voluntários da Trofa comemoravam o 41.º aniversário, deflagraram cinco incêndios em sítios diferentes. E hoje, um incêndio que começou de manhã, esteve controlado, provocou à noite três explosões e entrou nos logradouros das fábricas. Ao mesmo tempo, surge outra ocorrência na Paradela. Há claramente a intenção de desviar meios de uns sítios para os outros", disse o autarca.

Sérgio Humberto exigiu ao Governo "mais meios e mais competências" nomeadamente nas limpezas de terrenos, bem como "mão firme quanto aos culpados".

+ notícias: Norte

Demissionários do Hospital de Gaia admitem que muitos dos problemas têm "anos"

Diretores e chefes de serviço demissionários do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho admitiram que muitos dos problemas existentes já "têm anos", num memorando remetido à Comissão Parlamentar de Saúde e a que a Lusa teve hoje acesso.

Ministério da Educação acompanha “situações pontuais” identificadas em escola da Maia

O Ministério da Educação avançou esta quarta-feira que está a acompanhar "situações pontuais identificadas" por pais da Escola EB1/JI do Lidador, concelho da Maia, avançado em primeira mão pelo Porto Canal, garantindo que está a procurar "salvaguardar um ambiente salutar na aprendizagem".

Relação mantém pena máxima para cinco condenados por morte de empresário de Braga

A Relação do Porto manteve esta quarta-feira as penas de 25 anos de prisão aplicadas em primeira instância a cinco dos principais condenados por sequestro e homicídio de um empresário de Braga, cujo corpo acabou dissolvido em ácido sulfúrico.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.