Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Fogo que ameaçou três fábricas na Trofa extinto

Fogo que ameaçou três fábricas na Trofa extinto
| Norte
Porto Canal com Lusa

O fogo que esta noite ameaçou três fábricas na Trofa, distrito do Porto, foi extinto, sem chegar aos edifícios, disse à Lusa o presidente da Câmara da Trofa, que exigiu "mais meios para as autarquias" no combate aos incêndios.

"Depois de momentos complicados, está extinto. E à primeira vista - ainda que seja necessário apurar junto dos responsáveis - não estão em causa empregos ou prejuízos elevados. Mas as causas também têm de ser apuradas", disse o presidente da Câmara, Sérgio Humberto.

Em causa está um incêndio que teve início de manhã em zona florestal na Trofa e alastrou ao início da noite às imediações de três fábricas localizadas no lugar de Lantemil, em Santiago de Bougado.

Duas das unidades fabris dedicam-se ao ramo alimentar e uma terceira opera no negócio do ar condicionado.

Cerca das 22:15, o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto indicou à agência Lusa que no terreno estavam 72 homens auxiliados por 19 viaturas de corporações de seis concelhos do distrito: Trofa, Santo Tirso, Ermesinde (Valongo), Póvoa de Varzim, Vila do Conde e Pedrouços (Maia).

Entretanto, o presidente da Câmara da Trofa apontou suspeitas sobre a origem deste e de outros fogos.

"Ontem [sábado] quando os Bombeiros Voluntários da Trofa comemoravam o 41.º aniversário, deflagraram cinco incêndios em sítios diferentes. E hoje, um incêndio que começou de manhã, esteve controlado, provocou à noite três explosões e entrou nos logradouros das fábricas. Ao mesmo tempo, surge outra ocorrência na Paradela. Há claramente a intenção de desviar meios de uns sítios para os outros", disse o autarca.

Sérgio Humberto exigiu ao Governo "mais meios e mais competências" nomeadamente nas limpezas de terrenos, bem como "mão firme quanto aos culpados".

+ notícias: Norte

António Coelho: desde 1983 a construir cascatas sanjoaninas

A menos de uma semana do São João, o Porto Canal foi conhecer a obra de António Coelho que desde a década de 80 que se dedica a construir cascatas sanjoaninas.

Remoção de resíduos de São Pedro da Cova. Pode o Norte ter umas "obras de Santa Engrácia" ambientais?

O concurso público para a remoção dos resíduos tóxicos de São Pedro da Cova, Gondomar, abriu há quase um ano e atualmente a obra ainda não está adjudicada. Na origem do atraso está uma alteração que o Ministério do Ambiente implementou a meio do processo.

"Unidos contra o despejo": dezenas de pessoas protestam junto à Câmara Municipal do Porto

Dezenas de pessoas manifestaram-se, na passada segunda-feira à tarde, junto à Câmara Municipal do Porto, por causa das dificuldades com a habitação no centro histórico da 'invicta'. Os despejos foram o principal problema apontado, num protesto marcado para a mesma hora da Assembleia Municipal.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.