Info

Evacuadas habitações nos concelhos de Mortágua e de Anadia devido ao fogo

| País
Porto Canal com Lusa

Mortágua, Viseu, 08 out (Lusa) -- Algumas habitações dos concelhos de Mortágua e de Anadia foram evacuadas, por precaução, devido ao incêndio que lavra naquela zona desde o princípio da tarde de sábado, disse hoje à agência Lusa fonte da Proteção Civil.

Na povoação de Santa Cristina, no município de Mortágua, foram deslocados sete idosos, que, entretanto, foram alojados no lar da Santa Casa da Misericórdia daquela vila do distrito de Viseu, onde pernoitarão, disse à Lusa o comandante Pedro Araújo, da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

Casas dispersas e isoladas foram igualmente evacuadas, adiantou Pedro Araújo, precisando que no caso da aldeia de Escoural, no concelho de Anadia (distrito de Aveiro), que esteve cercada pelas chamas, os habitantes não foram retirados por os responsáveis terem considerado ser melhor fazer a proteção das habitações da localidade, com a deslocação de meios para o local.

Durante o combate às chamas, que tiveram origem em povoamento florestal da freguesia de Espinho, no concelho de Mortágua, pelas 14:14 de sábado, um homem, residente naquela região, sofreu queimaduras ligeiras nos membros superiores, tendo sido transportado para os Hospitais da Universidade de Coimbra.

O Plano Municipal de Emergência de Mortágua foi ativado pelas 19:50 de sábado, no sentido de mobilizar e facilitar a deslocação de todos os meios disponíveis no concelho para auxiliarem nas operações de combate ao fogo, acrescentou.

O comandante Pedro Araújo antevê uma "noite de muito trabalho" para os bombeiros, não adiantando qualquer previsão sobre a evolução do incêndio, ainda que o arrefecimento noturno possa atenuar a rapidez e violência com que as chamas têm estado a progredir.

Pelas 00:40 de hoje, o fogo nos concelhos de Mortágua e de Anadia era combatido por cerca de 330 operacionais, apoiados por mais de uma centena de meios terrestres, de acordo com a página da ANPC na internet.

À mesma hora, registavam-se no território do continente um total de 67 incêndios, que mobilizavam perto de 2.800 operacionais e mais de 800 viaturas.

Daqueles fogos, 33 estavam em fase de conclusão, 15 em resolução e 19 ativos, sendo os de Mortágua/Anadia e de Pampilhosa da Serra/Arganil, no distrito de Coimbra, aqueles que, na região Centro, atingiam maiores proporções e mais preocupação suscitavam à Proteção Civil.

JEF // PNG

Lusa/Fim

+ notícias: País

Aluimento de terras em Borba arrasta retroescavadora e dois automóveis

Uma retroescavadora e dois automóveis foram hoje arrastados para o interior de uma pedreira, na zona de Borba, no distrito de Évora, devido a um aluimento de terras, desconhecendo-se o número de vítimas, indicou fonte do INEM.

Mais de 10 mil camionistas portugueses afetados por protestos em França

Mais de 10 mil camionistas portugueses estão a ser afetados pelos protestos em França contra o aumento das taxas de combustível, disse à Lusa o presidente da Associação de Transportes Públicos Rodoviários de Mercadorias.

Greve dos juízes afeta na quarta-feira tribunais em Almada, Aveiro, Coimbra, Évora, Lisboa e Porto

O primeiro dia de greve parcial dos juízes, agendado para quarta-feira, vai afetar o funcionamento de tribunais e secções em Almada, Aveiro, Coimbra, Évora, Lisboa e Porto, segundo a Associação Sindical dos Juízes Portugueses (ASJP).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.